Boa tarde! Hoje é sexta, 12 de agosto de 2022

(11) 3104-4441

Bancários vão ao Planalto para pedir vacinação rápida; agências do BB fecham após surto de covid

Publicado em: 03/06/2021

Representantes dos bancários estiveram nesta terça-feira (01/06) com a ministra-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Flávia Arruda, em busca de apoio para que os bancários sejam incluídos nos grupos prioritários de vacinação contra a covid-19. Flávia disse considerar o pleito legítimo e ficou de defendê-lo dentro do governo.

O pedido foi apresentado pelo presidente da Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil (ANABB), Augusto Carvalho, e pela presidente da Associação dos Bancos do Distrito Federal (ASSBAN), Maria do Carmo Oliveira. Em carta entregue para a ministra, eles listam uma série de argumentos para a vacinação rápida dos bancários.

No documento, as entidades destacaram a importância dos profissionais que trabalham em instituições financeiras no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, que vem devastando o país há mais de um ano — são quase 465 mil mortos e centenas de milhares de famílias destruídas.

“Em todo o país, são 490 mil bancários. Somente do Banco do Brasil são 86 mil, que, mesmo em meio à crise sanitária, mantiveram as agências bancárias abertas, atendendo a milhares de pessoas diariamente”, destacou o presidente da ANABB.

Ele disse ainda que é por meio das atividades dos bancários que a população em geral tem acesso a recursos financeiros e aos programas sociais desenvolvidos pelo governo federal, como o auxílio emergencial, o FGTS, o PIS/Pasep, o Sistema Financeiro de Habitação (SFH), entre outros. “Ao mesmo tempo, estão contribuindo para o desenvolvimento econômico e social do país”, complementou Carvalho.

Para a presidente da ASSBAN, não há dúvidas de que a continuidade do funcionamento dos bancos foi fundamental para evitar que a crise econômica fosse ainda mais severa. “No entanto, o grande fluxo de pessoas atendidas diariamente nas agências pode ampliar o risco de contaminação, apesar de todo aparato sanitário adotado nas instituições”, frisou Maria do Carmo.

Fechamento de agências do BB

Agências do Banco do Brasil em duas cidades de Santa Catarina fecharam as portas em razão da covid-19. A agência do Banco do Brasil de Capinzal suspendeu temporariamente o atendimento ao público após alguns funcionários testarem positivo para o novo coronavírus (COVID-19). A informação foi confirmada à Rádio Capinzal pelo gerente, Julhano Alexandretti.

De acordo com as informações, mesmo com todos os cuidados que vinham sendo adotados, 7 dos 24 colaboradores positivaram para a doença e estão em isolamento. Todos estão bem, com sintomas leves e se recuperando em casa. Até então, apenas três funcionários haviam testado positivo desde o começo da pandemia.

Alexandretti, que também positivou, informou que para garantir a segurança dos clientes foi decidido por suspender o atendimento nesta quarta-feira (02) e na sexta-feira (04). Os caixas de autoatendimento funcionam normalmente. Uma empresa especializada foi contratada para fazer a sanitização do banco que irá retomar as atividades na segunda-feira (07).

A agência do Banco do Brasil de Canoinhas fechou as portas nesta terça-feira, dia 1º, por tempo indeterminado depois de seis funcionários testarem positivo para a covid-19. O primeiro caso foi detectado na semana passada. A pessoa foi isolada em casa, mas na sequência outros colaboradores apresentaram sintomas, fizeram o teste e tiveram diagnóstico positivo. Sem condições de prestar atendimento presencial com os servidores que teoricamente estariam sem a doença, a gerência da agência decidiu fechar as portas para atendimento externo.

Fonte: Blog do Correio Braziliense com agências regionais

 

 

Fale Conosco
Precisa de Assessoria Jurídica?
Olá, tudo bem? Como a Assessoria Jurídica pode ajudar você? Mande sua dúvida ou informação que necessita.