Boa tarde! Hoje é sexta, 12 de agosto de 2022

(11) 3104-4441

Banco do Brasil destina R$ 24,4 bilhões à agricultura familiar

Publicado em: 22/07/2022

O Banco do Brasil anunciou a destinação de R$ 200 bilhões para o Plano Safra 2022/2023. Do total de recursos, R$ 24,4 bilhões (o que equivale a 12,2% do montante) serão destinados à agricultura familiar, por meio do Pronaf. Também estão previstas linhas de crédito para médios produtores, por meio do Pronamp (R$ 21,1 bilhões), além de R$ 110 bilhões para a agricultura empresarial, R$ 20 bilhões para a indústria agropecuária e R$ 24,5 bilhões para títulos de crédito do agronegócio e capital de giro.

Os recursos reservados pelo BB para o financiamento da produção das pequenas propriedades são essenciais para garantir a alimentação das famílias brasileiras. Afinal, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 70% dos alimentos consumidos no país são provenientes da agricultura familiar. Entre tais produtos, destacam-se a mandioca, o feijão, leite, batata e milho, além de suínos e aves.

A produção da pequena propriedade agrícola é tão importante para combater a fome no mundo que a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) criou o Programa Década da Agricultura Familiar – 2019-2028. A iniciativa busca estimular o desenvolvimento sustentável e aumentar a segurança alimentar.

Estudos apontam para a existência de 4,4 milhões a 5 milhões de propriedades rurais familiares no Brasil. Elas respondem por aproximadamente 70% dos empregos no setor rural, o que equivale a 10 milhões de pessoas – excluídos desse número os núcleos familiares envolvidos diretamente com os empreendimentos.

OPERAÇÕES CONTRATADAS

As linhas de crédito oferecidas aos empreendimentos da agricultura familiar por meio do Pronaf contam com juros entre 5% e 6% ao ano, enquanto as linhas do Pronamp, para médios produtores, oferecem juros de 8% ao ano.

No Plano Safra 2021/22, o Banco do Brasil aplicou R$ 153 bilhões – superando o valor previsto inicialmente de R$ 135 bilhões. No último ano, do total de 580 mil operações contratadas, mais de 325 mil foram de empreendimentos da agricultura familiar. Os pequenos produtores rurais representam hoje 1,2 milhão de operações ativas de um total de 1,7 milhão de financiamentos na carteira agrícola do Banco.

Esses números mostram a importância do Banco do Brasil para o financiamento das atividades da agricultura familiar. Representam também a importância da pequena propriedade rural para a alimentação dos brasileiros e para a economia nacional. São bons motivos para se comemorar o Dia Internacional da Agricultura Familiar, no próximo dia 25 de julho.

CARRETA AGRO

O Banco do Brasil também está lançando o Carreta Agro, descrito pelo presidente da empresa, Fausto Ribeiro, em recente entrevista ao Correio Braziliense, como um produto direcionado a melhorar a qualidade da lavoura. A iniciativa é voltada principalmente aos pequenos produtores e vai se utilizar dos mais de 600 agrônomos já integrados ao quadro de funcionários do Banco, que prestarão uma espécie de assessoria itinerante aos produtores. Conforme Ribeiro, o atendimento incluirá orientações sobre o melhor período para plantar e para colher, métodos de plantio e controle de pragas e doenças.

Fonte: Agência ANABB

 

Fale Conosco
Precisa de Assessoria Jurídica?
Olá, tudo bem? Como a Assessoria Jurídica pode ajudar você? Mande sua dúvida ou informação que necessita.