Boa tarde! Hoje é tera, 05 de julho de 2022

(11) 3104-4441

BB interage com startups e corporações no Vale do Silício

Publicado em: 16/11/2017

O Banco do Brasil começou sua imersão no Vale do Silício de maneira avassaladora: a implementação do Labbs, um laboratório de experimentação do Banco. Há pouco mais de um ano, são desenvolvidos projetos dos funcionários do próprio banco, que passam por etapas de incubação e aceleração. O Labbs está localizado na Plug and Play, uma das maiores aceleradoras de startups.

Neste ambiente de co-working, a PnP une corporações com startups. Para Vilmar Grüttner, head of BB Digital Labs, é a união do melhor dos dois mundos. Startups e corporações estão em diferentes extremos no mercado. Startups são empresas novas, ainda testando o modelo de negócios e altamente suscetíveis à mudanças e inovações – na maioria dos casos, são elas as responsáveis pelas grandes inovações que tivemos nos últimos anos.

Já as corporações são empresas tradicionais e que inspiram confiança por onde passam. Seus produtos e iniciativas atingem milhões de pessoas. Devido ao tamanho, é mais difícil mudar a cultura predominante e escalar soluções.

Vilmar enxerga essa imersão no Vale do Silício como uma oportunidade de aprendizado para os dois tipos de empresas. Para o Banco do Brasil, é uma chance de inovar em um ambiente seguro, de testes, antes de trazer soluções escaláveis para os milhões de clientes. No co-working, os testes vão além dos realizados no Labbs: a rede de conexão e a troca de experiências entre startups e corporações trazem resultados impactantes.

“A gente é muito bom para fazer coisas em grande escala, mas qualquer empresa pena para pensar pequeno, mudar”, afirma. A máxima “Não mexer no time que está ganhando” parece ser o que a maioria das empresas seguem, mas os times que não inovam são superados pela concorrência.

Vilmar acredita que as corporações têm o conhecimento de negócio e uma base de clientes eu pode interessar muito para startups, ao mesmo tempo que as corporações podem se aproximar e entender os problemas das startups. “Já chegou startup pedindo para explicarmos o que é boleto, porque eles não usam nos Estados Unidos”, comenta.

As melhores práticas de conexão entre empresas estabelecidas e startups serão discutidas na Corporate Startup Innovation Conference, um evento imperdível em São Paulo da StartSe para tratar da inovação de empresas (sejam elas pequenas, médias ou grandes) e startups.

Contato com outras corporações

No co-working da Plug and Play, também há outras corporações, o que possibilita uma troca de experiências mesmo entre as gigantes. “Cada um tem a experiência local de como engajar com startups do jeito certo, como podemos efetivamente trazer um serviço melhor para o nosso cliente. É um pouco você aprender com o que deu certo ou não com outros parceiros”, comenta Vilmar.

Parceria com o Banco Votorantim

A colaboração literalmente atravessou fronteiras. O Banco Votorantim está desenvolvendo um projeto em parceria com o Banco do Brasil no Labbs, enviando dois representantes do Votorantim para o Vale do Silício.

Fonte: Portal Starstse

Fale Conosco
Precisa de Assessoria Jurídica?
Olá, tudo bem? Como a Assessoria Jurídica pode ajudar você? Mande sua dúvida ou informação que necessita.