Boa tarde! Hoje é sexta, 12 de agosto de 2022

(11) 3104-4441

Caged: bancos fecham 800 postos de trabalho em 3 meses

Publicado em: 15/07/2022

O setor bancário apresentou saldo negativo de empregos pelo terceiro mês consecutivo. É o que aponta o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) de maio, divulgado agora em julho. Entre março e maio, foram fechados cerca de 800 postos de trabalho.

Em maio, foram realizadas 3.172 admissões e 3.605 desligamentos, maior nível desde outubro de 2021. O saldo foi de 433 vagas eliminadas, sendo 322 vagas (74,4%) em Bancos Múltiplos com carteira comercial. Houve saldo negativo também na Caixa Econômica, de menos 60 postos de trabalho.

No acumulado dos últimos 12 meses, no entanto, ocorreu a criação de 8,3 mil postos de trabalho, decorrente de forte impacto de contratações da Caixa Econômica Federal, a partir de decisão judicial favorável à contratação de trabalhadores aprovados no concurso de 2014. No ano, o setor acumula criação de 2,7 mil postos.

Do total do saldo positivo verificado no setor nos últimos 12 meses (+8.355 postos), 33,9% deve-se ao saldo da Caixa. No ano, destaque para o saldo negativo nos Bancos Comerciais (-75 postos).

“Os cinco maiores bancos – BB, Caixa, Itaú, Bradesco e Santander – tiveram lucro de R$ 107,7 bilhões em 2021, isso representou um crescimento de 34,1% em relação a 2020. Os mesmo cinco banco já apresentam lucro de R$ 27,6 bilhões no primeiro trimestre deste ano. Ou seja, não há justificativa para o setor ter saldo negativo nos últimos três meses. Pelo contrário, deveriam contratar mais, já que os trabalhadores em agências e departamentos estão sobrecarregados. Estamos em Campanha Nacional e já cobramos mais contratações na mesa de negociação com a Fenaban, ocorrida no dia 27 de junho”, diz Lucimara Malaquias, secretária de Estudos Sócio-econômicos do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região

Contratados ganham menos que os desligados

O salário mensal médio de um bancário admitido em abril alcançou o valor de R$ 5.403,87 enquanto o do desligado foi de R$ 6.107,26, isto é, o salário médio do admitido correspondeu a 88,5% do desligado.

“Isso mostra que os bancos economizam em mão de obra com a rotatividade no setor”, ressalta Lucimara Malaquias. “Eles também economizam quando terceirizam, o que muitos deles vêm fazendo ultimamente, principalmente o Santander, valendo-se das reformas trabalhistas promovidas pelo governo Temer e agora pelo governo Bolsonaro”, lembra a dirigentes, que é bancária do Santander.

Sobre as admissões e demissões

No que se refere à movimentação do emprego, nas admissões observa-se a quase nulidade de contratação via primeiro emprego, apesar dos bancos mencionarem programas de inclusão de jovens. Outro ponto dos dados do Caged que chama a atenção é a reintegração de trabalhadores, que representaram 2,6% do total admitido em maio.

Quanto aos desligamentos, a modalidade demissões voluntárias (a pedido do trabalhador) representou 37,6% da totalidade, queda em relação aos meses anteriores. Em contrapartida, os desligamentos sem justa causa, motivados pelo empregador, somaram 56,0% do total, maior patamar dos últimos 12 meses.

De janeiro a maio deste ano, não ocorreu nenhum desligamento por aposentadoria. Para o acumulado em 12 meses, verificou-se que 2.623 trabalhadores foram desligados por aposentadoria.

Faixa Etária e Sexo

Outro ponto chama atenção nos dados do Caged: o saldo negativo, em maio, se deu exclusivamente entre as mulheres (-546 postos), já que entre os homens, o saldo foi positivo em 113 postos de trabalho.

No ano, os desligamentos foram mais efetivos entre as mulheres (-7.946 postos) em relação aos homens (-7.182 postos). Em contrapartida, as admissões são predominantemente masculinas com 10.380 postos criados contra 7.523 novos vagas destinadas às mulheres.

Assim, o saldo entre janeiro e maio de 2022, é negativo para o sexo feminino com a eliminação de 423 postos e positivo para os homens com abertura de 3.198 postos. Esta situação se prorrogada afetará diretamente no estoque de trabalhadores do setor bancário, o tornando menos igualitário.

Em relação às faixas etárias, é possível observar saldo positivo entre as faixas até 29 anos, com ampliação de 936 vagas. Já para as demais faixas etárias, foi notado movimento contrário, fechamento de 1.369 vagas.

Fonte: Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região

Fale Conosco
Precisa de Assessoria Jurídica?
Olá, tudo bem? Como a Assessoria Jurídica pode ajudar você? Mande sua dúvida ou informação que necessita.