Boa tarde! Hoje é domingo, 07 de agosto de 2022

(11) 3104-4441

Conselho de Usuários reporta demandas e problemas ao novo gerente da Cassi SP

Publicado em: 04/08/2022

Dirigentes sindicais bancários membros do Conselho de Usuários SP reportaram demandas e problemas enfrentados pelos associados ao novo gerente da Cassi São Paulo, Marcelo Calai Costa Beber.

As reivindicações foram feitas durante a posse de Beber na gerência da Caixa de Assistência, no Estado de São Paulo. A cerimônia realizada na segunda-feira 1º contou com a presença do diretor de Saúde e Rede de Atendimento, Fernando Amaral, e de membros das entidades que representam os associados da ativa e aposentados.

Dentre os pontos reportados estão o custeio da Cassi, os rumos da Estratégia Saúde da Família (ESF) e o futuro das CliniCassi.

Os representantes dos associados da Cassi enfatizaram a preocupação com a desativação da rede própria das CliniCassis pelo Brasil, substituídas por rede parceira e terceirizada, e reforçaram o receio e a contrariedade de que o mesmo se repita em São Paulo, bem como no resto do país, devido a suposta perda de qualidade no atendimento e na participação social dos associados nessas clínicas.

“A terceirização do atendimento nas Clínicassis pode causar impacto negativo na medicina de saúde familiar e no atendimento primário da estratégia de Saúde, comprometendo os custos e a qualidade, afastando precocemente um debate de verticalização de rede própria e melhor atenção quanto porta de entrada para novos associados. Temos que melhorar essa discussão em benefício dos associados”, pontua Getúlio Maciel, dirigente sindical da Fetec-CUT/SP e membro do Conselho de Usuários Cassi-SP.

Os dirigentes voltaram a cobrar a implantação de uma CliniCassi na zona Sul de São Paulo, próxima ao Complexo Verbo Divino e ao Cenesp, este último, um centro empresarial que abriga diversos prefixos do banco. As CliniCassis mais próximas destes locais estão localizadas no centro e na zona Oeste da cidade, e o deslocamento destes centros administrativos até uma destas unidades pode levar horas.

“Isso faz com que o bancário negligencie a própria saúde, principalmente a preventiva, e procure cuidados apenas diante do agravamento das doenças, prejudicando sua qualidade de vida e onerando ainda mais a Cassi, o que também descaracteriza a própria Estratégia Saúde da Família, um dos pilares da Cassi”, afirma Ana Beatriz Garbelini, membro do Conselho de Usuários da Cassi e dirigente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região pelo Banco do Brasil.

Diante desta demanda, o diretor Amaral citou a Clinicassi implantada no edifício sede do Banco do Brasil, em Brasília, e disse acreditar ser possível a implantação de uma unidade nos mesmos moldes em São Paulo.

“Continuaremos cobrando essa Clinicassi, e também a melhoria do atendimento ao associado e seus dependentes”, afirma Ana Beatriz Garbelini.

Fonte: Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região

Fale Conosco
Precisa de Assessoria Jurídica?
Olá, tudo bem? Como a Assessoria Jurídica pode ajudar você? Mande sua dúvida ou informação que necessita.