Boa tarde! Hoje é sexta, 19 de agosto de 2022

(11) 3104-4441

Crédito Rural: volume liberado pelo Banco do Brasil salta 50%

Publicado em: 24/06/2022

O Banco do Brasil (BB) liberou R$ 115 bilhões em crédito rural desde o início da safra 2021/2022, em julho do ano passado, até março deste ano. O volume representa um crescimento de 50% se comparado ao mesmo período da temporada anterior, e a expectativa da instituição é bater recorde no setor, ultrapassando o valor de R$ 145 bilhões em desembolsos até junho.

A expectativa para liberação na atual safra supera em 7,4% os planos iniciais do banco de desembolsar R$ 135 bilhões na atual safra. O aporte extra de R$ 10 bilhões foi necessário por conta das adversidades climáticas, a temporada atual deve liberar um volume 26% maior aos recursos injetados para o custeio da safra 2020/2021.

No último ano, o BB elevou em 29,4%, ou R$ 56,3 bilhões, a carteira de crédito rural ampliada, que considera também as linhas de financiamento fora do Plano Safra. Para 2022, a instituição espera que o volume de empréstimos para o agronegócio cresça entre 10% e 14%.

O Banco do Brasil é líder no mercado de financiamento agrícola há mais de 50 anos, mas outra instituição está “de olho” nesse título: a Caixa Econômica Federal (CEF). Esta pretende ser a principal financiadora do agronegócio até 2024, de acordo com um anúncio do presidente, Pedro Guimarães, durante a Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação (Agrishow), em abril.

Segundo o Banco Central do Brasil (Bacen), a Caixa é apenas a quarta instituição com maior participação no mercado de crédito agrícola. A carteira do banco público no segmento deve fechar em R$ 40 bilhões neste ano, mas, em 2024, a instituição espera multiplicar por cinco esse volume e alcançar R$ 200 bilhões. Atualmente, a carteira do BB é superior a R$ 225 bilhões.

O presidente da Caixa aposta na entrada do banco no Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), que destina recursos subsidiados a produtores rurais na região mais forte do agronegócio brasileiro. Por enquanto, o BB também domina o fundo e responde por mais de 85% das contratações.

Plano Safra registra recorde

O incremento de recursos liberados pelo Banco do Brasil impulsionou o resultado recorde de contratações de crédito rural do Plano Safra 2021/2022. Até abril, foram assinados 1,5 milhão de empréstimos com um volume total de R$ 230,2 bilhões, um aumento de 22% em comparação ao mesmo período da safra anterior.

Nos dez primeiros meses da temporada, foram aplicados R$ 122,3 bilhões para custeio, um avanço de 19%, e R$ 63,3 bilhões para investimentos (13%). Os recursos desembolsados para a comercialização foram R$ 32,8 bilhões, uma alta de 24%, e para a industrialização foram R$ 14,4 bilhões, totalizando um crescimento de 42%.

Os empréstimos tiveram um volume de R$ 34,8 bilhões pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), e de R$ 25,7 bilhões pelo Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp). Os demais produtores rurais foram atendidos com recursos da ordem de R$ 169,6 bilhões.

Fonte: Summit Agrícola

 

Fale Conosco
Precisa de Assessoria Jurídica?
Olá, tudo bem? Como a Assessoria Jurídica pode ajudar você? Mande sua dúvida ou informação que necessita.