Boa tarde! Hoje é sbado, 13 de agosto de 2022

(11) 3104-4441

Investimentos no exterior ganham destaque no Banco do Brasil

Publicado em: 22/07/2021

Na demanda pela diversificação do portfólio, os investidores brasileiros estão buscando cada vez mais os investimentos no exterior.

Antes um tabu, hoje a modalidade se mostra como uma alternativa interessante de aplicação. Afinal, atualmente todo investidor pode acessar de maneira simples, rápida e prática esses investimentos.

Não é mais necessário abrir uma conta em um banco ou corretora fora do país, muito menos se preocupar em ter quantias significativas para investir: é possível aplicar em qualquer lugar do mundo aqui mesmo, por meio de instituições financeiras nacionais.

Segundo Marcelo Arnosti, estrategista-chefe de multimercados, ações e offshore da BB DTVM, gestora de fundos de investimento do Banco do Brasil, a exposição ao exterior é um importante modo de diversificação dos investimentos. Ela pode oferecer rentabilidade em ativos e setores que não estão disponíveis no Brasil, em mercados com distribuição geográfica distinta.

“A oportunidade de explorar diferentes mercados e ativos em economias que possuem dinâmica e fundamentos próprios traz para os investidores brasileiros a capacidade de estruturar um portfólio mais robusto e eficiente, capturando teses de investimento com retornos atrativos e níveis de risco adequados”, diz Arnosti.

Parece que, cada vez mais, os investidores brasileiros estão avaliando este tipo de aplicação. Uma ilustração disso é que, até o dia 30 de junho de 2021, os fundos da família BB Ações Internacionais, disponibilizados para todos os clientes do BB, alcançaram a marca de R$ 2,9 bilhões em patrimônio líquido. A crescente busca por esses investimentos, somada a essa facilidade de acessá-los, resultou em números impressionantes.

Marcelo ainda complementa: “Para superar o chamado home bias, quando os investidores mostram receios na diversificação em ativos de outras regiões, contar com gestores qualificados, que avaliam os diferentes mercados e cenários e encontram as melhores oportunidades de investimento, é uma opção importante”.

Internacionalize com o BB DTVM

Neste contexto, a BB DTVM possibilita que você diversifique globalmente seus investimentos a partir de qualquer valor.

A gestora é líder da indústria de fundos de investimento, com patrimônio líquido sob gestão de R$ 1,254 trilhão em recursos e 20,01% de participação de mercado, conforme ranking de Gestores de Fundos de Investimento da Anbima, de maio de 2021. Sua excelência em gestão é atestada por duas importantes agências de rating – Fitch Rating e Moody´s. A BB DTVM oferece alternativas sofisticadas, que estão disponíveis para todos os segmentos de clientes, por meio de um portfólio completo. Confira algumas opções a seguir:

Para todos os investidores

Neste segmento, a gestora oferece fundos de investimento com estratégias ligadas ao ASG (ambiental, social e governança corporativa), e voltadas ao mercado acionário de países emergentes, norte-americanos, europeus e asiáticos.

As negociações ocorrem tanto diretamente em bolsas estrangeiras, quanto por meio de ETFs, que são ações de empresas não-brasileiras negociadas na B3.

O investidor também tem a opção de escolher alternativas mais gerais, que investem em ações de empresas de inúmeros países, permitindo explorar, de forma dinâmica, o potencial de ganho de diferentes momentos das economias globais.

Uma novidade lançada em abril de 2021 é o BB Ações Games, que investe em empresas ligadas direta ou indiretamente à temática e-sports. Esse é apenas um exemplo dos muitos que estão disponíveis no Banco do Brasil.

De forma geral, esses fundos possuem carteiras que se propõem a trazer retornos compatíveis com o mercado global selecionado. Eles podem ter gestão ativa— como o caso do BB Ações ASG Globais, por exemplo— e podem ou não ter proteção cambial (com ou sem hedge).

No longo prazo, os fundos com exposição cambial (sem hedge) são aqueles que oferecem correlação negativa com o risco Brasil, pois, ao longo do tempo, os movimentos de queda dos mercados brasileiros são compensados pela alta do dólar e são somados à rentabilidade do fundo no exterior.

Por outro lado, caso o investidor tenha interesse somente pela performance do fundo no mercado internacional, sem se preocupar com o câmbio, os fundos com hedge são mais indicados. Normalmente, esses clientes têm um horizonte de investimento mais curto. É importante avaliar os objetivos para escolher a opção que mais se adequa às expectativas e ao perfil de risco do investidor.

Investidores Qualificados

Agora, para aqueles investidores que buscam alternativas para investir 100% da sua carteira diretamente no exterior, a BB DTVM disponibiliza um extenso portfólio de fundos. É importante destacar que este tipo de investimento, classificado pela CVM como Investimento no Exterior, é destinado exclusivamente aos investidores qualificados.

Ela oferece diversas opções que atuam em mercados variados, tais como estratégias de bonds de emissores brasileiros, crédito privado e ações globais, que possibilitam a diversificação temática e geográfica.

Fonte: Money Times

 

Fale Conosco
Precisa de Assessoria Jurídica?
Olá, tudo bem? Como a Assessoria Jurídica pode ajudar você? Mande sua dúvida ou informação que necessita.