Boa tarde! Hoje é sexta, 16 de abril de 2021

(11) 3104-4441

Nova tecnologia do Banco do Brasil libera pagamento de impostos por PIX

Publicado em: 04/03/2021

Os governos do Acre, Piauí e São Paulo aderiram à nova tecnologia e agora podem gerar um código QR para o pagamento dos tributos. Com isso, os contribuintes podem pagar os impostos a partir da leitura fotográfica do código e realizar o pagamento via PIX.

Segundo o BB, os municípios de Eusébio (CE), Linhares (ES), São José dos Campos (SP), Uberlândia (MG) e Vila Velha (ES) também estão aderindo à nova ferramenta. A ideia é que o pagamento dos tributos pelo PIX seja implantado em todo o país.

No município de Eusébio, os moradores já podem pagar o Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbano (IPTU) de 2021 pelo sistema de pagamento instantâneo pelo BB ou qualquer banco que tenha a chave PIX cadastrada.

No estado de São Paulo, a parceria entre o Banco do Brasil e a Secretaria Estadual de Fazenda permitirá o recolhimento do Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais (Dare). E o pagamento do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), além do pagamento de multas e custos judiciais, pelo PIX.

Outra opção para quem é cliente do Banco do Brasil é pagar a conta de energia do grupo Energisa. A companhia elétrica contempla onze estados brasileiros e disponibiliza em sua conta de luz o código QR para a efetuação do pagamento.

De acordo com a Energisa, a nova ferramenta de pagamento instantâneo está sendo usada há três meses e a ideia é ampliar o seu funcionamento contemplando todos os 8 milhões de clientes do grupo.

A Receita Federal já utiliza a ferramenta de pagamento instantâneo, desenvolvida pelo Banco Central, desde dezembro do ano passado. Na ocasião, a Receita permitiu que as empresas, que precisavam declarar débitos e créditos tributários, podiam pagar as contas pelo PIX.

Os empregados domésticos também podem pagar as guias do eSocial pelo sistema de pagamento instantâneo do Banco Central. Com isso, o que já era simples ficou ainda mais fácil.

Fonte: Portal FDR