Boa tarde! Hoje é segunda, 24 de junho de 2024

(11) 3104-4441

27% dos brasileiros realizam transações conciliando bancos tradicionais e digitais

Publicado em: 14/08/2020

Uma pesquisa realizada pela Fujitsu revelou que, embora a maneira preferida dos brasileiros para realizar transações bancárias ainda seja por meio de bancos tradicionais (64%), as coisas estão mudando e 27% dos entrevistados já operam suas finanças com uma combinação de banco tradicional e digital. A adoção de bancos digitais é mais considerada no Brasil do que em qualquer outro país entrevistado na pesquisa. São eles: Austrália, Canadá, Alemanha, Japão, México, Nova Zelândia, Finlândia, Irlanda, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos.

Os brasileiros mais jovens lideram a intenção de utilizar apenas instituições digitais, com 27% dos entrevistados entre 16 a 24 anos e 33% entre 25 a 34 anos dizendo que farão essa transição em até cinco anos. As porcentagens são maiores que a média global de 16%.

No entanto, essa crescente inclinação do mercado é atenuada pela cautela quanto à estabilidade dos bancos. Isso significa que essas instituições devem se preocupar com infraestruturas sólidas, sustentadas por segurança e transparência, para tranquilizar os consumidores sobre sua longevidade.

A pesquisa, que entrevistou 22.640 clientes em todo o mundo e dois mil no Brasil, constatou que uma experiência digital positiva e bons serviços online são pontos determinantes para os clientes no processo de escolha do banco. Apesar disso, é importante frisar que 74% dos brasileiros dizem estar impressionados com a quantidade de soluções bancárias disponíveis hoje no mercado e, por vezes, se confundem com tantas informações.

Talvez como uma maneira de driblar essa confusão, um número semelhante (70%) diz que em cinco anos planeja interagir com apenas um provedor de serviços financeiros, em vez de gerenciar várias contas com vários bancos.

A grande maioria dos entrevistados (85%), afirma que sua experiência bancária é melhor hoje do que era há cinco anos. E nove em cada dez são otimistas, acreditam que a experiência irá apenas melhorar nos próximos anos. Quatro em cada cinco querem que os bancos sejam mais inovadores – e a mesma proporção diz que o acesso a bons serviços digitais determina onde eles permanecem como clientes.

Confiança e transparência

A confiança dos brasileiros nas instituições bancárias é considerada alta. Entre os que responderam o questionário, 61% afirma confiar em seu banco atualmente mais do que há cinco anos.

Em contraposição, 66% das pessoas revelam a preocupação com a relação entre o aumento do uso de novas tecnologias e a exposição de dados pessoais. De fato, problemas relacionados à segurança dos dados são desafios para as instituições. Segundo a pesquisa, mais da metade dos brasileiros (57%) afirma que a insegurança sobre essas informações pode ser um motivo que os fará deixar de aderir a bancos digitais no futuro.

“A partir dessas informações, fica evidente que apesar de desejarem por serviços digitais avançados e inovadores e confiarem em seus bancos, os brasileiros se mantêm atentos a como essas instituições financeiras estão garantindo o sigilo e segurança de suas informações. É um ponto que deve receber atenção especial por parte dos prestadores desse tipo de serviço.” analisa Alex Takaoka, Diretor de Vendas da Fujitsu do Brasil.

Consciente da pressão sobre as instituições financeiras para se transformarem digitalmente garantindo segurança aos clientes, a Fujitsu trabalha em parceria com bancos e seguradoras para co-criar soluções que possibilitem a prestação de serviços ágeis e flexíveis garantindo experiências digitais relevantes em todos os canais.

Fonte: TI Inside

Fale Conosco
Precisa de Assessoria Jurídica?
Olá, tudo bem? Como a Assessoria Jurídica pode ajudar você? Mande sua dúvida ou informação que necessita.