Boa tarde! Hoje é quinta, 18 de julho de 2024

(11) 3104-4441

BB e Americanas vão romper contrato para emissão de cartões

Publicado em: 13/06/2024

O Banco do Brasil e a Ame vão romper o contrato que mantêm para a emissão de cartões de crédito com a marca da fintech da Americanas. A venda de cartões na prática parou ano passado com a crise da varejista, que teve efeitos ainda mais profundos sobre a Ame. O contrato iria até 2030, mas as partes farão um distrato, e a Americanas busca um novo parceiro, provavelmente uma empresa que atue somente com cartões “de loja”.

A carteira envolvida no contrato tem cerca de R$ 2 bilhões em crédito, uma parte pequena dos R$ 54,3 bilhões que o BB concedia através do produto no final de março. O fim do contrato não levará ao cancelamento dos cartões existentes, que continuarão sendo geridos pelo BB.

Com a crise da Americanas, o BB “fechou a torneira” da emissão do cartão. Embora seja um dos maiores emissores de cartões do País, o banco público tem um viés mais conservador na venda do produto que os demais grandes bancos, e fez nos últimos meses uma revisão dos acordos de emissão que possui com empresas de varejo e consumo.

Crise teve efeitos profundos na subsidiária

Na Ame, a crise teve efeitos profundos. De acordo com fontes, a fintech passou pelos maiores ajustes entre todas as áreas da Americanas após a recuperação judicial da varejista, iniciada em janeiro do ano passado. Com isso, parou de conceder crédito com capital próprio. A maior mudança foi na política de cashback: o saldo obtido pelos clientes passou a ter validade, o que significa que créditos não utilizados voltam para o caixa da Ame após certo tempo.

Daqui em diante, a fintech deve operar como um shopping virtual em que bancos e financeiras concederão crédito com produtos como a antecipação do saque aniversário do INSS. O cartão de crédito operará sob a mesma lógica, mas com apenas um parceiro.

Procurado, o BB informou que não comentaria devido às cláusulas de confidencialidade do contrato com a Americanas. A Americanas não comentou.

Fonte: Contec

Fale Conosco
Precisa de Assessoria Jurídica?
Olá, tudo bem? Como a Assessoria Jurídica pode ajudar você? Mande sua dúvida ou informação que necessita.