Boa tarde! Hoje é segunda, 27 de maio de 2024

(11) 3104-4441

Brasileiro paga média de R$ 715 ao ano em taxa de bancos e cartão

Publicado em: 29/01/2020

Um valor elevado pode ter sido gasto por muitos brasileiros no ano passado somente com tarifas de bancos. Exemplo disso é a anuidade do cartão de crédito e a mensalidade da conta corrente.

Em média, as pessoas pagaram R$ 375,97 para manter a conta corrente ativa. Assim, o valor equivale a cerca de R$ 31 por mês.

Com a anuidade do cartão de crédito, por sua vez, a despesa média dos usuários ficou em R$ 339,34 por ano. Isso se traduz em R$ 28 por mês.

Os números são de pesquisa do Guiabolso, aplicativo de gestão financeira. Foram analisados os ganhos e gastos de 151 mil usuários do país.

O relatório destaca, ainda, o valor pago em taxas de transferência de valores (TED ou DOC – média de R$ 159). Também, entre tarifas e saques, o valor foi de R$ 35 e extratos de R$ 6.

Para usar de forma consciente

Especialistas apontam que nem sempre esses serviços são dispensáveis, mas é preciso analisar caso a caso. Assim, é preciso sempre avaliar as opções do mercado financeiro.

Para reduzir os gastos com tarifas, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) recomenda que os clientes observem se o pacote de serviços contratado é o mais adequado para o perfil deles, dessa maneira, evitam o gasto desnecessário.

No caso da conta corrente, por exemplo, é fundamental que o cliente se conheça em termos de gastos e de que serviços bancários vai precisar ao longo dos 30 dias.

O site da Febraban disponibiliza também um sistema que permite aos clientes fazer consultas, pesquisas e comparações das tarifas de produtos e serviços cobradas pelos bancos.

Com a anuidade do cartão de crédito, por sua vez, a despesa média dos usuários ficou em R$ 339,34 por ano. Isso se traduz em R$ 28 por mês.

Os números são de pesquisa do Guiabolso, aplicativo de gestão financeira. Foram analisados os ganhos e gastos de 151 mil usuários do país.

O relatório destaca, ainda, o valor pago em taxas de transferência de valores (TED ou DOC – média de R$ 159). Também, entre tarifas e saques, o valor foi de R$ 35 e extratos de R$ 6.
Para usar de forma consciente

Especialistas apontam que nem sempre esses serviços são dispensáveis, mas é preciso analisar caso a caso. Assim, é preciso sempre avaliar as opções do mercado financeiro.

Para reduzir os gastos com tarifas, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) recomenda que os clientes observem se o pacote de serviços contratado é o mais adequado para o perfil deles, dessa maneira, evitam o gasto desnecessário.

No caso da conta corrente, por exemplo, é fundamental que o cliente se conheça em termos de gastos e de que serviços bancários vai precisar ao longo dos 30 dias.

O site da Febraban disponibiliza também um sistema que permite aos clientes fazer consultas, pesquisas e comparações das tarifas de produtos e serviços cobradas pelos bancos.

Fonte: Diário da Manhã

Fale Conosco
Precisa de Assessoria Jurídica?
Olá, tudo bem? Como a Assessoria Jurídica pode ajudar você? Mande sua dúvida ou informação que necessita.