BB convoca 2.560 aprovados do concurso 2021; 120 deles já tomaram posse

Publicado em: 04/02/2022

O Banco do Brasil iniciou o ano de 2022 convocando 2.560 aprovados do concurso 2021/001, cujo processo finalizou em dezembro. Desses, 120 já tomaram posse nesta segunda-feira, 31 de janeiro, em agências de quase todos os estados do país e no Distrito Federal.

No Distrito Federal, uma cerimônia realizada no Edifício Banco do Brasil, simbolizou o início da vida profissional de alguns dos novos funcionários do BB e contou com a participação do presidente Fausto Ribeiro.

“Temos que focar nosso relacionamento com proximidade com nossos clientes, aumentando nossa rentabilidade e com foco em sermos cada vez mais digitais. Isso reforça valores importantes como atuar com senso de dono e colaboração, com foco em resultados que geram valor aos nossos clientes e sociedade, de modo eficiente e com espírito público. Sempre com ética e compliance, que são a base da nossa confiança. E tudo isso, claro, com muito amor à camisa, o nosso orgulho de ser BB”, destaca Fausto.

Durante a cerimônia, ele ressaltou ainda que o BB está vindo de três resultados recordes consecutivos e da recente conquista de mais uma certificação Top Employer, que reconhece o Banco como uma das melhores empresas para se trabalhar do Brasil. “Desfrutem do conhecimento e da experiência dos seus novos colegas. Realmente um cenário maravilhoso para impulsionar o trabalho deste time vencedor e para vencermos juntos os próximos desafios”, aconselhou o presidente do BB.

A previsão é que os demais candidatos aptos para posse ingressem no Banco nos dias 7 e 14 de fevereiro. Fazem parte desse primeiro grupo 2.240 aprovados (sendo 2 mil agentes comerciais e 240 agentes de TI) e outros 320 do cadastro de reserva (300 agentes comerciais e 20 agentes de TI).

A convocação dos candidatos classificados ocorre por meio da plataforma digital www.bb.com.br/concurso. Nesse site, é possível acessar todas as informações necessárias para a convocação e contratação. Caso o candidato prefira, também há a opção de buscar informações e sanar dúvidas pelo WhatsApp, no número (61) 4003-5291.

Maior concurso da história

O concurso 2021/001 do BB foi o maior concurso do país, com mais de 1,6 milhão de inscritos. A seleção foi realizada para provimento de 2 mil vagas para Escriturário – Agente Comercial, mais 2 mil de cadastro reserva, para atuação nas unidades de negócios em todo o país, e outras 240 vagas de Escriturário – Agente de Tecnologia, mais 240 de cadastro de reserva, com foco em Conhecimentos de TI para atuação em Brasília.

O prazo de validade da seleção externa é de um ano, a contar da data de publicação do Edital de Homologação dos resultados, podendo ser prorrogada, uma única vez, por igual período.

Fonte: Banco do Brasil

 

Banco do Brasil começa a convocar aprovados em concurso do ano passado

Publicado em: 13/01/2022

O Banco do Brasil iniciou no dia 5 de janeiro a convocação de candidatos aprovados no concurso 2021/001. O primeiro colocado de cada microrregião para o cargo de escriturário – agente comercial foi chamado para assumir seu cargo. Ao todo, 93 candidatos estão entre os selecionados.

De acordo com o banco, os outros classificados no concurso devem ser convocados nos próximos dias, assim como os aprovados para escriturário – agentes de tecnologia, sendo respeitado o número de vagas. O e-mail e o endereço utilizados para chamamento são os informados pelo(a) candidato(a) no momento da inscrição.

Quem precisar atualizar os dados de cadastro pode obter informações pelo WhatsApp BB (61) 4003-5291, ou de modo presencial, junto ao gestor da agência para a qual foi convocado. Em relação aos classificados para o cadastro de reserva, a expectativa é que as convocações tenham início no segundo semestre de 2022, considerando as necessidades do Banco do Brasil.

Os aprovados podem consultar informações sobre o andamento das convocações e demais conteúdos sobre o concurso pelo site. Mais de 1,6 milhão de pessoas se inscreveram. A seleção foi realizada para 2 mil vagas de escriturário – agente comercial, 2 mil de cadastro reserva, para atuação nas unidades de negócios em todo o país, 240 vagas de escriturário – agente de tecnologia, mais 240 de cadastro de reserva, com foco em conhecimentos de Tecnologia da Informação para atuação em Brasília.

Os candidatos serão chamados conforme a classificação obtida na microrregião/macrorregião/UF e o prazo de validade da seleção externa, que é de um ano, a contar da data de publicação do Edital de Homologação dos resultados, podendo ser prorrogada, uma única vez, por igual período.

Fonte: Portal UOL

Banco do Brasil abrirá em breve novo concurso na área de Tecnologia

Publicado em: 11/11/2021

Após a divulgação da lista de aprovados no concurso do Banco do Brasil , a BB Tecnologia, empresa ligada à instituição, também deve abrir o seu próprio edital. O braço do banco público, inclusive, já divulgou um projeto básico – documento necessário para início do processo de escolha da banca organizadora. Ainda não há uma data para o início das incrições.

Embora o número de vagas também não tenha sido definido, já se sabe que a seleção será para os cargos de técnico e analista, com exigências de ensino médio e nível superior. O documento antecipa que a duração do contrato deverá ser de dois anos, podendo ser prorrogado uma vez, pelo mesmo período. No último concurso, realizado em 2015, as remunerações iniciais variaram de R$ 2.119 a R$ 4.672.

O projeto básico também informa que o concurso terá abrangência nacional. A BB Tecnologia tem sede nos seguintes locais:

Região Sudeste

São Paulo (SP)
Bauru (SP)
Campinas (SP)
Ribeirão Preto (SP)
Vitória (ES)
Belo Horizonte (MG)
Uberlândia (MG)
Barra do Piraí (RJ)
Rio de Janeiro (RJ)

Região Norte

Manaus (AM)
Belém (PA)
Porto Velho (RO)
Palmas (TO)

Região Sul

Curitiba (PR)
Londrina (PR)
Passo Fundo (RS)
Porto Alegre (RS)
Florianópolis (SC)
Joinville (SC)

Região Centro Oeste

Goiânia (GO)
Campo Grande (MS)
Cuiabá (MT)

Região Nordeste

Maceió (AL)
Salvador (BA)
Fortaleza (CE)
São Luis (MA)
João Pessoa (PB)
Recife (PE)
Teresina (PI)
Natal (RN)

Último concurso

O último concurso da BB Tecnologia foi realizado em 2015. Na ocasião, foram oferecidas 300 vagas imediatas para diversos cargos de ensino médio e nível superior. Também houve formação de cadastro reserva de pessoal.

No caso de ensino médio, as oportunidades eram para técnico de administrativo, com formação de cadastro reserva nos estados da Bahia e de São Paulo. O mesmo requisito era necessário para técnico de operações- equipamentos. Nesse caso, a atuação era nos estados do Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia, Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe, Tocantins e para o Distrito Federal.

Para nível superior, a seleção foi para a carreira de analista de operações nas seguintes áreas: desenvolvimento – mainframe , desenvolvimento – mobile , desenvolvimento – ERP, desenvolvimento – plataforma baixa, requisitos e testes de software, modelagem/administração de banco de dados, infraestrutura e sistema operacional, redes, telecom e segurança e processos de TI. As vagas foram para os Estados de São Paulo, Goiás, Pará, Rio de Janeiro, além do Distrito Federal.

Na época, foram registradas 44.294 inscrições, sendo 31.903 para ampla concorrência, 12.292 negros e 99 pessoas com deficiência.

Fonte: Portal IG

Concurso do Banco do Brasil: sai o resultado das provas objetivas

Publicado em: 05/11/2021

A Fundação Cesgranrio divulgou nesta quinta-feira (4) o resultado das provas objetivas e as notas preliminares da redação do concurso público do Banco do Brasil para 4.480 vagas de escriturário.

Os candidatos podem pedir vista da prova de redação e fazer o pedido de revisão das notas se obtiver nota inferior a 70 até esta sexta-feira (5). O resultado dos pedidos de revisão das notas de redação será divulgado em 12 de novembro. Já o resultado final do concurso deve sair em 21 de dezembro.

São 2.240 imediatas e 2.240 para formação de cadastro de reserva, para todos os estados e o Distrito Federal. A seleção é para o cargo de escriturário, com os nomes de relacionamento de agente comercial e agente de tecnologia.

Foram 1.645.975 inscritos para concorrer às vagas de escriturário, mas 765.545 ( 48%) faltaram no dia da prova, realizada em 26 de setembro.

A divisão das vagas é a seguinte:

  • 2 mil vagas para Escriturário – Agente Comercial, mais 2 mil de cadastro reserva, para atuação nas unidades de negócios em todos os estados e no Distrito Federal;
  • 240 vagas de Escriturário – Agente de Tecnologia, e outras 240 para cadastro de reserva, com foco em Conhecimentos de TI, para vagas somente no Distrito Federal.

O cargo de escriturário possui nomenclaturas específicas para uso no relacionamento com o mercado, que variam de acordo com a unidade em que o funcionário está lotado. Para este concurso, os candidatos puderam concorrer para agente comercial, que trabalha na rede de agências do BB, em todo o país, ou para agente de tecnologia, que assume na área de Tecnologia, em Brasília.

Exigências e remuneração

Para participar da seleção, foram exigidos certificado de conclusão ou diploma de curso de nível médio e idade mínima de 18 anos completos até a data da contratação.

A remuneração inicial é de R$ 3.022,37, para jornada de 30 horas semanais. O banco oferece ainda ajuda alimentação/refeição de R$ 831,16 por mês e, cumulativamente, concede cesta alimentação no valor mensal de R$ 654,87.

Há possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional; participação nos lucros ou resultados; vale-transporte; auxílio-creche; auxílio a filho com deficiência e previdência complementar. Os funcionários do BB possuem ainda acesso à Universidade Corporativa Banco do Brasil (UniBB).

Do total, 5% das vagas são reservados para pessoas com deficiência e 20% para candidatos que se autodeclararem pretos ou pardos.

Foram ofertadas vagas em dependências situadas em todos os estados e no Distrito Federal. No momento da inscrição, o candidato teve de escolher a UF/Macrorregião/Microrregião e a cidade de realização das provas.

Ou seja, ao optar por concorrer a determinada UF/Macrorregião/Microrregião, o candidato foi automaticamente vinculado a ela para fins de realização de provas, de classificação e de contratação.

A seleção tem validade de um ano, a contar da data de publicação do edital de homologação dos resultados finais, podendo ser prorrogada, uma única vez, por igual período. Ou seja, é nesse período que o banco pode chamar os candidatos aprovados.

Concurso ocorre após banco lançar PDVs

O concurso foi lançado após o Banco do Brasil anunciar em janeiro a abertura de dois Programas de Demissão Voluntária com a previsão de adesão de cerca de 5 mil funcionários.

Em fevereiro, o BB informou que haviam sido validadas 5.533 adesões aos dois programas de desligamentos voluntários anunciados em janeiro.

Em julho de 2019, o banco anunciou outro plano de desligamento incentivado. Aderiram ao PDV 2.367 funcionários.

Fonte: Globo.com

Concurso Banco do Brasil divulga imagem do cartão-resposta

Publicado em: 28/10/2021

O concurso Banco do Brasil 2021 divulgou a imagem do cartão-reposta das provas objetivas. A publicação está disponível no site da Fundação Cesgranrio, organizadora.

Para acessar é necessário preencher os dados solicitados para entrar na área restrita apenas aos inscritos na seleção.

Os gabaritos já foram divulgados e será considerado aprovado quem conseguir aproveitamento de, no mínimo, 50% do total da pontuação do conjunto das provas objetivas, de 50% em Conhecimentos Básicos e também de 50% na parte Específica.

Além disso, será eliminado o candidato com nota zero em qualquer uma das disciplinas. A redação, por sua vez, é exclusivamente de caráter eliminatório, no modelo de um texto dissertativo-argumentativo.

A avaliação terá uma pontuação igual a 100, sendo necessário obter 70 pontos ou mais para ser aprovado.

Confira o cronograma do concurso do Banco do Brasil

  • Divulgação dos resultados das provas objetivas e das notas preliminares de Redação – 04/11/2021
  • Vista da prova de Redação e pedido de revisão das notas para os(as) candidatos(as) que obtiverem nota inferior a 70,0 (setenta) no site da FUNDAÇÃO CESGRANRIO (www.cesgranrio.org) – 04 e 05/11/2021
  • Resultado dos pedidos de revisão de notas de Redação e convocação dos(as) candidatos(as) que se autodeclararem pretos(as) ou pardos(as) – 12/11/2021
  • Aferição da veracidade da autodeclaração prestada por candidatos(as) concorrentes às vagas reservadas para pessoas pretas ou pardas – 16 a 22/11/2021
  • Resultado da avaliação da veracidade da autodeclaração prestada por candidatos(as) concorrentes às vagas reservadas para pessoas pretas ou pardas – 02/12/2021
  • Interposição de eventuais recursos quanto ao resultado da avaliação da veracidade da autodeclaração prestada por candidatos(as) concorrentes às vagas reservadas para pessoas pretas ou pardas – 02 e 03/12/2021
  • Prazo para atualização de endereço, se necessário, na página da FUNDAÇÃO CESGRANRIO (www.cesgranrio.org.br) – 14/12/2021
  • Previsão de divulgação dos resultados finais – 21/12/2021

Fonte: Folha Dirigida

Concurso do Banco do Brasil ocorre neste domingo em todo o país

Publicado em: 24/09/2021

O concurso para as 4.480 vagas no Banco do Brasil ocorre neste domingo (26). Ao todo, serão 2.240 imediatas e 2.240 para formação de cadastro de reserva, para todos os estados e Distrito Federal. Os salários iniciais são de R$ 3.022,37, para jornada de 30 horas semanais. O banco oferece ainda auxílio-refeição de R$ 831,16 por mês além de cesta alimentação no valor mensal de R$ 654,87.

A banca é organizada pela Fundação Cesgranrio. As informações podem ser conferidas no site, por meio do preenchimento do CPF e senha, cadastrados no ato da inscrição. Clique aqui para saber seu local de prova .

A Fundação afirmou que no total foram 1.645.975 de inscritos.

A prova contém 25 questões de conhecimento básico: Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Matemática e Atualidades do Mercado Financeiro. Além de 45 questões de conhecimentos específicos da área pretendida. O certame inclui ainda prova de Redação de caráter eliminatório.

Fonte: Portal IG

Concurso Banco do Brasil: trabalho remoto promete economia de R$ 1 bilhão

Publicado em: 02/09/2021

Ao que tudo indica, os próximos aprovados no concurso Banco do Brasil podem se preparar para a possibilidade de trabalharem em home office. Projetos recentes do banco trazem foco no trabalho remoto e remodelação dos escritórios.

De acordo com Gustavo Henrique, gestor de engenharia e patrimônio do Banco do Brasil, o banco instaurou um projeto, que se transformou em um programa, focado em melhorar a forma de trabalhar e os conceitos de transformação dos espaço.

Com o trabalho remoto, o banco se esforçou para equalizar e melhorar os ambientes e os conceitos de trabalho. Os pilares foram eficiência mobiliária, mudança organizacional e cultura e uma transformação digital com itens de tecnologia

Com isso, os modelos dos escritórios passaram por mudanças. Ao todo, 43 prédios foram utilizados como público alvo, em que foram utilizados o conceito de open space, de compartilhamento de assentos.

Por exemplo, um funcionário do Banco do Brasil, ao trabalhar em home office, poderia agendar uma sala e uma estação de trabalho, compartilhando com outros colegas, em datas pré-definidas.

Estas medidas otimizaram os espaços e em torno de 40% dos edifícios do Banco do Brasil poderão passar por desocupações ou vendas.

“O trabalho remoto é a alavanca que vai trazer a otimização do espaço”, comentou o gerente. “Ao longo de 10 anos, teremos uma economia e eficiência de mais de 1 bilhão de reais”.

Fonte: Direção Concursos

Concurso BB: mais de 40 mil inscritos no cargo de Agente de Tecnologia

Publicado em:

Ao todo, mais de 40 mil candidatos se inscreveram no concurso Banco do Brasil para o cargo de Agente de Tecnologia, que oferta 240 vagas imediatas para lotação de Brasília.

O número exato de inscritos é de 40.224 para o cargo de Agente de Tecnologia, sendo a divisão por ampla, cotas de negros e de pessoas com deficiência:

  • Ampla concorrência: 31.734 inscritos
  • Pessoas Negras: 7.932 inscritos
  • Pessoas com Deficiência: 558 inscritos

Com isso, a demanda total de candidatos por vaga é de aproximadamente 167 candidatos/vaga. Considerando o valor das vagas imediatas e de Cadastro de Reserva, a demanda seria de 83,8 candidatos/vaga.

Enquanto isso, a quantidade de inscritos ao cargo de Agente Comercial foi de 1.605.751 candidatos. A região Sudeste contou com a maior quantidade de interessados, com 595.690 inscritos.

O prazo final para o pagamento da taxa de inscrição do concurso Banco do Brasil ocorreu no dia 9 de agosto. Agora, candidatos se preparam para aplicação das provas previstas para o dia 26 de setembro.

O edital do concurso Banco do Brasil foi publicado com a oferta de 2.240 vagas imediatas e 2.240 para formação de cadastro de reserva no cargo de escriturário, que exige nível médio. A remuneração inicial é de R$ 3.022,37.

Fonte: Direção Concursos

 

Concurso Banco do Brasil 2021: confira a concorrência por região

Publicado em: 19/08/2021

O concurso Banco do Brasil 2021 surpreendeu a todos devido a seu alto número de inscritos, que entrou para a história! Confira aqui a divisão desse número por regiões do país.

O concurso, que está sob a organização da Fundação Cesgranrio , recebeu mais de 1,6 milhão de inscritos. As inscrições se encerraram no último dia 7 de agosto de 2021.

Na última quinta-feira, 12 de agosto, foi divulgada a relação do número de inscritos para as regiões do país. Confira:

O concurso nacional que entrou para a história por seu número de inscrições oferece 4.480 vagas de nível médio para o cargo de Escriturário. A metade desse número, 2.240, será destinada a formação de cadastro reserva.

Os contratados cumprirão uma jornada de trabalho de 30 horas semanais. As oportunidades para o cargo de Escriturário apresentam 2 perfis diferentes:

Agente Comercial (Escriturário Tradicional) – 4 mil vagas, sendo 2 mil imediatas e 2 mil para cadastro reserva; e
Agente de Tecnologia (Escriturário voltado para a área de TI) – 480 vagas, sendo 240 imediatas e 240 para cadastro reserva.

A remuneração para a carreira é de R$ 4.508,40, já incluindo os benefícios disponíveis para os contratados. Entre eles está o auxílio-alimentação de R$ 831,16 e a cesta alimentação de R$ 654,87. Os demais benefícios são:

participação nos lucros (geralmente paga duas vezes ao ano);
planos de saúde e odontológico;
previdência privada com participação do banco;
auxílio-creche/babá; e
auxílio ao filho com deficiência.

Ao todo, o novo concurso do BB recebeu, de acordo com a banca do certame, 1.645.975 inscritos. Desse número, 1.605.751 concorrem à vaga de Agente Comercial, enquanto que 40.224 concorrem à vaga de Agente de Tecnologia.
Provas do concurso acontecerão em setembro

As provas do concurso estão programadas para o dia 26 de setembro de 2021. Os candidatos deverão realizar uma prova objetiva e uma redação no tempo máximo de 5 horas.

Para a avaliação objetiva, 70 questões deverão ser respondidas, sendo 25 sobre Conhecimentos Básicos e 45 sobre Conhecimentos Específicos.

A redação, por sua vez, possuirá o modelo dissertativo-argumentativo e valerá 100 pontos. Para a aprovação, o candidato deve atingir o mínimo de 70 pontos.

Fonte: Nova Concursos

Concurso do Banco do Brasil atrai 1,6 milhão de candidatos para 2,2 mil vagas

Publicado em: 13/08/2021

Em plena era das fintechs, com os mais jovens acalentando o sonho de atuar na construção da chamada nova economia, a chance de trabalhar no Banco do Brasil (BB) ainda mexe com os brasileiros. Em 26 de setembro, 1,646 milhão de pessoas disputarão 2.240 vagas de escriturário na instituição bicentenária, no maior processo seletivo na história do País, segundo a Fundação Cesgranrio, que organiza o concurso. As inscrições foram encerradas no dia 7 de agosto.

O número de candidatos equivale a mais de 10% do efetivo em busca de trabalho no Brasil. Conforme o IBGE, ao fim do primeiro trimestre deste ano, 14,7 milhões de pessoas tentavam encontrar uma ocupação, o maior contingente da série histórica do instituto.

Ao todo, são 734,8 candidatos para cada vaga oferecida pelo banco. A concorrência é quase cinco vezes maior do que a do curso de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), o mais concorrido no vestibular da Fuvest, que teve 154,6 candidatos por vaga em sua edição mais recente.

Além de sair da fila, os candidatos às vagas oferecidas no BB disputam um salário mensal pouco acima de R$ 3 mil, por 30 horas semanais de dedicação. Outros 2.240 pessoas preencherão a reserva, aguardando uma chance de serem convocadas para preencher os quadros do banco no futuro.

Dentre os inscritos, a grande maioria se candidatou para atuar como agente comercial. Pouco mais de 40 mil, para atuar na área de tecnologia. Dos postos oferecidos, 2 mil são para agente comercial e 240 para agente de tecnologia, com a mesma proporção para a reserva. Mas 20% das vagas serão reservadas a cotas para “pessoas pretas ou pardas” e outros 5%, para portadores de deficiência, atendendo à legislação.

Números surpreendentes

O que está em jogo, entretanto, é bem mais do que o salário oferecido. “Acreditamos que os candidatos foram atraídos pelas oportunidades de ascensão e encarreiramento que o BB oferece, além do conjunto de benefícios”, disse por meio de nota enviada pelo banco o vice-presidente corporativo do BB, Ênio Mathias. Segundo ele, o número de inscritos surpreendeu a instituição.

Somente os auxílios de refeição e alimentação do BB adicionam quase 50% à remuneração inicial. No pacote constam ainda participação nos lucros ou resultados, conforme a legislação e o acordo sindical, vale-transporte, auxílio-creche, auxílio a filho com deficiência, previdência complementar e assistência à saúde.

Fonte: Estadão

 

 

MPT pede nulidade de edital de concurso BB por menos vagas para deficientes

Publicado em:

O Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal (MPT-DF) processou o Banco do Brasil após identificar irregularidades que dificultam a contratação de Pessoas com Deficiência (PcD). A procuradora Flávia Bornéo Funck pediu a declaração de nulidade do Edital nº 1 de 2021, aberto para o cargo de escriturário.

Ela aponta ilegalidade de requisitos para inscrição, como a exigência ultrapassada de laudo com a Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID-10) para comprovação da deficiência. Flávia cita outros problemas, como a previsão de quantitativo de oferta de vaga no patamar mínimo de 5% – insuficiente para corrigir o déficit atual –, a não convocação prioritária das pessoas com deficiência, a adoção indevida de classificação de corte para PcD, mesmo alcançando a nota mínima.

A possibilidade de eliminação do candidato pela equipe multiprofissional após a aprovação e a não previsão de adaptação durante o período de experiência são outros pontos levantados pela desembargadora.

Em vigor desde 1991, o artigo 93 da Lei nº 8.213 determina que empresas com mais de 1.000 empregados devem preencher 5% de suas vagas com Pessoas com Deficiência. No caso do Banco do Brasil, por se tratar de sociedade de economia mista, esta contratação se dá por meio de concurso público.

Entretanto, atualmente, o banco estatal preenche apenas 1,69%, tendo 1.637 pessoas com deficiência ou reabilitadas em seu quadro, em universo de 96.616 empregados. Há, portanto, um déficit de 3.194 trabalhadores.

Apesar da legislação existir há 30 anos e dos editais preverem a reserva de 5%, o Banco do Brasil nunca chegou perto da marca mínima. A procuradora Flávia Funck explica que a conta não fechará tão cedo, pois, com o déficit atual, o chamamento de novos aprovados no percentual mínimo de 5% não será suficiente para corrigir a defasagem.

Ela também critica as limitações impostas pelo edital, que afastam candidatos com deficiência ou eliminam possíveis aprovados que atingiram a nota mínima do concurso, mas são ‘cortados’ pela restrição prevista do número máximo de vagas. “Com a Previsão de vagas que consta no Edital, na melhor das hipóteses, alcança-se um total de 135 convocações, além de 134 possíveis convocações em Cadastro de Reserva (total de 269), sendo que o déficit atual é de 3.194”, esclarece a procuradora.

Flávia demonstra, a partir de números do próprio BB, que houve crescimento do cumprimento da Cota Legal de 0,09% em três anos, quando o banco passou de 1,60% para 1,69%. Nesse ritmo, seriam necessários 103 anos para o cumprimento integral.

“Ocorre que há um ‘efeito cascata’ que é decorrente, justamente, da não adaptação das normas editalícias às disposições constitucionais, convencionais, legais e regulamentares, resultando em exclusões injustificadas de pessoas com deficiência nas diversas fases do concurso”.

A procuradora foi à Justiça e pediu a nulidade do Edital nº 1 de 2021. Ela quer que seja elaborado novo documento com os seguintes tópicos:

I) Previsão de contratação prioritária de pessoas com deficiência;

II) Não adoção do critério de classificação de corte (posição-limite) para os candidatos com deficiência, de modo a sujeitá-lo apenas às notas mínimas nas fases objetivas e subjetivas;

III) Não condicionamento da inscrição à apresentação de Laudo Médico em que conste o código CID ou à apresentação de Laudo expedido em prazo menor de três anos quando a deficiência for permanente;

A Ação Civil Pública também cobra indenização, a título de dano moral coletivo, de R$ 50 milhões, em razão do reiterado descumprimento da legislação vigente há trinta anos. Segundo a procuradora, o valor é devido em razão do “enorme prejuízo representado pela não contratação de trabalhadores com deficiência pelo Banco do Brasil”.

O Processo será julgado pela 9ª Vara do Trabalho de Brasília. O Correio procurou a assessoria de imprensa do Banco do Brasil para obter um posicionamento da estatal sobre o pedido do MPT e aguarda um retorno. O espaço segue aberto para manifestações.

Fonte: Correio Braziliense

 

Concurso Banco do Brasil: mais de 114 mil se inscreveram no Distrito Federal

Publicado em:

Após anunciar o recorde de mais de um milhão e meio de inscritos no concurso do Banco do Brasil, a instituição informou a quantidade de cadastros para o Distrito Federal. Foram contabilizados 114.778 inscrições, sendo 74.554 inscritos para o cargo de Escriturário – Agente Comercial e 40.224 para Escriturário – Agente de tecnologia.
Desse total, 1.621 se inscreveram para as vagas reservadas às Pessoas com Deficiência e 20.987 para as vagas reservadas às Pessoas Pretas e Pardas.

O concurso do Banco do Brasil reserva chances para todos os estados e o Distrito Federal. Na última quarta-feira (11/8), o banco informou que recebeu 1.645.975 inscrições no total. E, segundo a Fundação Cesgranrio, banca organizadora da seleção, trata-se do maior concurso da história do país.

Foram registrados 1.605.751 inscritos para as vagas de Escriturário – Agente Comercial e 40.224 inscritos para as vagas de Escriturário – Agente de Tecnologia. As inscrições terminaram no último dia 7.

A Fundação Cesgrario é organizadora da seleção. As chances são para os Estados o Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe, Tocantins e no Distrito Federal. O salário iniciail é de R$ 3.022,37.

As chances são distribuídas da seguinte forma:

– 2 mil vagas para Escriturário – Agente Comercial, mais 2 mil de cadastro reserva, para atuação nas unidades de negócios;

– 240 vagas de Escriturário – Agente de Tecnologia, e outras 240 de cadastro de reserva, com foco em Conhecimentos de TI.

Segundo o banco, o cargo de escriturário possui nomenclaturas específicas para uso no relacionamento com o mercado, que variam de acordo com a unidade em que o funcionário está lotado.

Para este concurso, os candidatos podem concorrer para Agente Comercial, que trabalha na rede de agências do BB, em todo o país, ou para Agente de Tecnologia, que assume na área de Tecnologia, em Brasília.

Etapas

Para participar da seleção, é preciso ter certificado de conclusão ou diploma de curso de nível médio, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, Secretarias ou Conselhos Estaduais de Educação e idade mínima de 18 anos completos, até a data da contratação.O concurso será composto de aplicação de provas objetivas, de caracteres eliminatório e classificatório, prova de Redação, de caráter eliminatório, aferição da veracidade da autodeclaração prestada por candidatos (as) pretos (as) ou pardos (as), e procedimentos Admissionais e Perícia Médica.

A realização das provas está prevista para o dia 26 de setembro de 2021 e seguirá os protocolos de prevenção à Covid-19, conforme regras do edital.

As provas irão conter questões de Conhecimentos Básicos (25 questões): Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Matemática e Atualidades do Mercado Financeiro e Conhecimentos Específicos (45 questões), de acordo com a vaga pretendida:

– Agente de Tecnologia:
Probabilidade e Estatística, Conhecimentos Bancários e Tecnologia da Informação.

– Agente Comercial:
Matemática Financeira, Conhecimentos Bancários, Negociação e Vendas e Conhecimentos de Informática.

Remuneração e benefícios

A remuneração inicial é de R$ 3.022,37, para jornada de 30 horas semanais, ajuda alimentação/refeição de R$ 831,16 por mês e, cumulativamente com o benefício de ajuda alimentação/refeição, o Banco concede a cesta alimentação, no valor mensal de R$ 654,87, na forma do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT. Há possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional; participação nos lucros ou resultados, nos termos da legislação pertinente e acordo sindical vigente; vale-transporte; auxílio-creche; auxílio a filho com deficiência; e previdência complementar.

Os funcionários do BB possuem, ainda, acesso à Universidade Corporativa Banco do Brasil (UniBB), que promoveu 3,5 milhões de ações de capacitação apenas em 2020. “Estamos sempre investindo no encarreiramento dos nossos funcionários. Agora em maio, lançamos um movimento interno, chamado de ‘evolution’, para trazer oportunidades de qualificação profissional, direcionadas para o incremento e desenvolvimento de competências digitais”, destaca o presidente do BB.

O Banco irá oferecer bolsas de idiomas, incentivos para graduação, pós-graduação lato sensu, mestrado e doutorado, oportunidades de mentoria, compartilhamento de experiências e hackathons. “A nossa cultura organizacional é baseada em valores consolidados de foco no cliente, ética, inovação, senso de dono, confiabilidade, eficiência e espírito público”, finaliza Fausto.

O prazo de validade da esgotar-se-á após um ano a contar da data de publicação do Edital de Homologação dos resultados finais, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período, a critério exclusivo do banco. “Nosso objetivo é atrair novos talentos, em nível nacional, que se identifiquem com nosso propósito de cuidar do que é valioso para as pessoas. Em decorrência da pandemia, tivemos o cuidado de definir um cronograma mais extenso para realizar a inscrição, possibilitando mais tempo de estudo aos candidatos”, explica Fausto Ribeiro, presidente do BB.

Fonte: Correio Braziliense

Concurso Banco do Brasil: lucro de R$10 bilhões favorece PLR

Publicado em: 06/08/2021

O Banco do Brasil lucra R$ 5,032 bilhões no segundo trimestre e eleva o seu lucro líquido para R$10 bilhões, nos seis primeiros meses do ano. Os ganhos favorecem os empregados aprovados no concurso Banco do Brasil, que recebem Participação nos Lucros e Resultados (PLR).

Como Folha Dirigida mostrou em reportagem de julho deste ano, todos os anos, os ganhos com a PLR podem chegar ao dobro do salário.

Segundo informou a Assessoria de Imprensa do Banco do Brasil, cada escriturário recebeu R$ 9.255,24, referentes à PLR, em 2020.

Esse valor foi pago em duas parcelas semestrais, sendo a primeira de R$ 4.845,65 e a segunda de R$ 4.409,56. Os ganhos dos escriturários referentes ao primeiro e segundo semestres de 2020 foram pagos nas seguintes datas:

R$ 4.845,65 – PLR 2020/1 (paga em 11/09/2020); e
R$ 4.409,59 – PLR 2020/2 (paga em 12/03/2021).

O lucro líquido do BB favorece o aumento dessas parcelas. Isso porque, segundo o Sindicato dos Bancários, a PLR é paga semestralmente e os valores correspondem à soma do módulo Fenaban e do módulo BB.

Pelo módulo Fenaban, o funcionário recebe 45% do salário estabelecido em acordo, acrescido de parcela fixa a ser definida pelo banco para cada semestre.

Já o módulo BB é formado por uma parcela constituída pela divisão entre os funcionários de 4% do lucro líquido verificado no semestre mais uma parcela que varia conforme cumprimento do Acordo de Trabalho (ATB) ou conexão.

Além dos ganhos iniciais de R$4.508,40, sendo R$3.022,37 de salário-base, R$831,16 de auxílio-alimentação/refeição e R$654,87 de cesta alimentação, os contratados contam com auxílio-transporte e outros benefícios, como:

  • planos de saúde e odontológico;
  • previdência privada com participação do banco;
  • auxílio-creche/babá; e
  • auxílio ao filho com deficiência.

Fonte: Folha Dirigida

 

BB prorroga inscrições para concurso até o dia 7 de agosto

Publicado em: 30/07/2021

O Banco do Brasil prorrogou as inscrições para o concurso, para provimento de 2 mil vagas para Escriturário – Agente Comercial, mais 2 mil de cadastro reserva, para atuação nas unidades de negócios, e outras 240 vagas de Escriturário – Agente de Tecnologia, mais 240 de cadastro de reserva, com foco em Conhecimentos de TI. Agora, os candidatos podem se inscrever até 23h59 do dia 7 de agosto de 2021.

As inscrições têm valor de R$ 38,00. A realização das provas está prevista para o dia 26 de setembro de 2021 e seguirá os protocolos de prevenção à Covid-19, conforme regras do edital. Para participar da seleção, é preciso ter certificado de conclusão ou diploma de curso de nível médio, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, Secretarias ou Conselhos Estaduais de Educação e idade mínima de 18 anos completos, até a data da contratação.

Serão ofertadas vagas em dependências situadas em todos os estados e no Distrito Federal. No momento da inscrição, o candidato deve escolher a UF/Macrorregião/Microrregião e a cidade de realização das provas.

A seleção externa tem validade de um ano, a contar da data de publicação do Edital de Homologação dos resultados finais, podendo ser prorrogada, uma única vez, por igual período.

Remuneração e benefícios

A remuneração inicial é de R$ 3.022,37, para jornada de 30 horas semanais, ajuda alimentação/refeição de R$ 831,16 por mês e, cumulativamente com o benefício de ajuda alimentação/refeição, o Banco concede a cesta alimentação, no valor mensal de R$ 654,87, na forma do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT. Há possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional; participação nos lucros ou resultados, nos termos da legislação pertinente e acordo sindical vigente; vale-transporte; auxílio-creche; auxílio a filho com deficiência; previdência complementar; e assistência à saúde, conforme regras vigentes à época da admissão aos quadros do Banco. Os funcionários do BB possuem, ainda, acesso à Universidade Corporativa Banco do Brasil (UniBB), que promoveu 3,5 milhões de ações de capacitação apenas em 2020.

Mais informações sobre o concurso podem ser obtidas no Edital, disponível para consulta no site www.bb.com.br/concurso e no site www.cesgranrio.org.br.

Fonte: Banco do Brasil

 

Concurso Banco do Brasil: inscrições aos interessados vão até dia 28

Publicado em: 22/07/2021

As inscrições para o concurso público do Banco do Brasil podem ser realizadas até o dia 28 de julho. Serão 2.240 vagas imediatas e 2.240 para formação de cadastro de reserva. O processo é feito pelo site da Cesgranrio e a taxa custa R$ 38. Com o concurso, o banco vai contratar 4.480 pessoas para o cargo de escriturário.

Com as oportunidades, será possível trabalhar em todos os Estados e Distrito Federal. O candidato precisa ter ensino médio completo e idade mínima de 18 anos completos até a data de admissão.

Serão oferecidos salários de R$ 3.022,37, para uma jornada de 30 horas semanais. O banco também oferece auxílio-refeição no valor de R$ 831,16 por mês e cesta alimentação de R$ 654,87. A lista de benefícios inclui: participação nos lucros ou resultados, vale-transporte, auxílio-creche, auxílio a filho com deficiência e previdência complementar.

Fonte: IstoÉ Dinheiro

Concurso do Banco do Brasil tem mais de 4 mil vagas; SP, DF e MG lideram ranking

Publicado em: 07/07/2021

O Banco do Brasil (BBAS3) está com vagas abertas para o cargo de escriturário. Ao todo, são mais de 4 mil oportunidades distribuídas por todo o país nas áreas de Agente de Tecnologia e Agente Comercial.

De acordo com o banco, as oportunidades estão distribuídas entre os Estados do Acre (42), Alagoas (33), Amazonas (53), Amapá (28), Bahia (150), Ceará (65), Espírito Santo (44), Goiás (158), Maranhão (141), Minas Gerais (483), Mato Grosso do Sul (163), Mato Grosso (283), Pará (96), Paraíba (18), Pernambuco (76), Piauí (31), Paraná (288), Rio de Janeiro (71), Rio Grande do Norte (18), Rondônia (137), Roraima (23), Rio Grande do Sul (319), Santa Catarina (150), Sergipe (29), São Paulo (927), Tocantins (59) e Distrito Federal (605).

Do total de vagas disponíveis, 5% são destinadas para pessoas com deficiência e 20% para candidatos que se autodeclaram pretos e pardos.

As inscrições para o processo seletivo, que consiste em quatro etapas, podem ser feitas até 28 de julho no site da Fundação Cesgranrio, que é a banca organizadora do concurso. A taxa de inscrição é de R$ 38.

Para participar, é preciso ter certificado de conclusão ou diploma de curso de nível médio, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, Secretarias ou Conselhos Estaduais de Educação e idade mínima de 18 anos completos, até a data da contratação.

Segundo o documento, os profissionais aprovados terão salário inicial de R$ 3.022,37, além de receberem benefícios como participação nos lucros (PLR) – de acordo com os termos da legislação e do acordo sindical vigente; vale-transporte; auxílio-creche; alimentação/refeição; auxílio a filho com deficiência; previdência complementar; acesso a programas de educação e capacitação.

As provas irão conter questões de conhecimentos básicos (25 questões), como Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Matemática e Atualidades do Mercado Financeiro, bem como conhecimentos específicos (45 questões), de acordo com a vaga pretendida.

De acordo com o BB, a realização das provas está prevista para o dia 26 de setembro de 2021 e seguirá os protocolos de prevenção à Covid-19, conforme regras do edital.

Fonte: Infomoney

Sindicato no DF sorteia 10 vagas para curso preparatório para o concurso BB

Publicado em:

O Sindicato dos Bancários de Brasília vai sortear 10 vagas para o “Curso BB público”, preparatório para o concurso público do Banco do Brasil, para a carreira administrativa – cargo escriturário, que será realizado em parceria com o Gran Cursos Guará. A prova está prevista para ocorrer no dia 26 de setembro, pela Fundação Cesgranrio. Podem participar bancários sindicalizados e seus dependentes.

Os interessados poderiam se inscrever até o dia 8 deste mês. “O Sindicato fez convênio com o Gran Cursos Guará para a realização deste preparatório online para ajudar nossos colegas bancários e seus dependentes a concorrerem em condições iguais ao concurso do BB. Quem não conseguir ser sorteado, vai ter desconto no curso”, esclarece a secretária de Formação, Raíssa Fraga.

O curso será baseado no edital nº 01 – 2021/001 BB, de 23 de junho de 2021, e serão abordados os tópicos relevantes (não necessariamente todos), a critério do professor. A carga horária prevista é 320 a 350 horas/aula, aproximadamente. Os participantes contarão com material de apoio personalizado.

Para mais informações entre em contato com a Central de Atendimento do Sindicato pelos números (61) 9 9965.6882 / 9 9656.3824 e pelo email centraldeatendimento@bancariosdf.com.br.

Fonte: Sindicato dos Bancários de Brasília

Concurso do BB quer atrair novos talentos, diz Fausto Ribeiro

Publicado em: 01/07/2021

O Banco do Brasil e a Fundação Cesgranrio divulgaram nesta quinta-feira, 24 de junho, no Diário Oficial da União, o Edital de Abertura da Seleção Externa 2021/001. A seleção será realizada para provimento de:

– 2 mil vagas para Escriturário – Agente Comercial, mais 2 mil de cadastro reserva, para atuação nas unidades de negócios;
– 240 vagas de Escriturário – Agente de Tecnologia, e outras 240 de cadastro de reserva, com foco em Conhecimentos de TI.

O cargo de escriturário possui nomenclaturas específicas para uso no relacionamento com o mercado, que variam de acordo com a unidade em que o funcionário está lotado. Para este concurso, os candidatos podem concorrer para Agente Comercial, que trabalha na rede de agências do BB, em todo o país, ou para Agente de Tecnologia, que assume na área de Tecnologia, em Brasília.

“Nosso objetivo é atrair novos talentos, em nível nacional, que se identifiquem com nosso propósito de cuidar do que é valioso para as pessoas. Em decorrência da pandemia, tivemos o cuidado de definir um cronograma mais extenso para realizar a inscrição, possibilitando mais tempo de estudo aos candidatos”, explica Fausto Ribeiro, presidente do BB.

As inscrições têm valor de R$ 38,00 e podem ser realizadas no período de 24 de junho a 28 de julho de 2021. A realização das provas está prevista para o dia 26 de setembro de 2021 e seguirá os protocolos de prevenção à Covid-19, conforme regras do edital. Para participar da seleção, é preciso ter certificado de conclusão ou diploma de curso de nível médio, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, Secretarias ou Conselhos Estaduais de Educação e idade mínima de 18 anos completos, até a data da contratação.

As provas irão conter questões de Conhecimentos Básicos (25 questões): Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Matemática e Atualidades do Mercado Financeiro e Conhecimentos Específicos (45 questões), de acordo com a vaga pretendida:

– Agente de Tecnologia:
Probabilidade e Estatística, Conhecimentos Bancários e Tecnologia da Informação.

– Agente Comercial:
Matemática Financeira, Conhecimentos Bancários, Negociação e Vendas e Conhecimentos de Informática.

Serão ofertadas vagas em dependências situadas em todos os estados e no Distrito Federal. No momento da inscrição, o candidato deverá escolher a UF/Macrorregião/Microrregião e a cidade de realização das provas.

A seleção externa tem validade de um ano, a contar da data de publicação do Edital de Homologação dos resultados finais, podendo ser prorrogada, uma única vez, por igual período.

A remuneração inicial é de R$ 3.022,37, para jornada de 30 horas semanais, ajuda alimentação/refeição de R$ 831,16 por mês e, cumulativamente com o benefício de ajuda alimentação/refeição, o Banco concede a cesta alimentação, no valor mensal de R$ 654,87, na forma do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT. Há possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional; participação nos lucros ou resultados, nos termos da legislação pertinente e acordo sindical vigente; vale-transporte; auxílio-creche; auxílio a filho com deficiência; e previdência complementar.

Os funcionários do BB possuem, ainda, acesso à Universidade Corporativa Banco do Brasil (UniBB), que promoveu 3,5 milhões de ações de capacitação apenas em 2020. “Estamos sempre investindo no encarreiramento dos nossos funcionários. Agora em maio, lançamos um movimento interno, chamado de ‘evolution’, para trazer oportunidades de qualificação profissional, direcionadas para o incremento e desenvolvimento de competências digitais”, destaca o presidente do BB.

O Banco irá oferecer bolsas de idiomas, incentivos para graduação, pós-graduação lato sensu, mestrado e doutorado, oportunidades de mentoria, compartilhamento de experiências e hackathons. “A nossa cultura organizacional é baseada em valores consolidados de foco no cliente, ética, inovação, senso de dono, confiabilidade, eficiência e espírito público”, finaliza Fausto.

Mais informações sobre o concurso podem ser obtidas no Edital, disponível para consulta no site www.bb.com.br/concurso, no Diário Oficial da União, e no site www.cesgranrio.org.br.

Fonte: Banco do Brasil

 

BB abre concurso com 4.480 vagas para escriturários; salários chegam a R$ 3 mil

Publicado em: 24/06/2021

O Banco do Brasil divulgou, nesta quinta-feira (24/6), edital de novo concurso público para a carreira administrtiva, no cargo de escriturário. O salário iniciail é de R$ 3.022,37.

A Fundação Cesgrario é organizadora da seleção. As chances são para os Estados o Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe, Tocantins e no Distrito Federal.

As chances são distribuídas da seguinte forma:

– 2 mil vagas para Escriturário – Agente Comercial, mais 2 mil de cadastro reserva, para atuação nas unidades de negócios;

– 240 vagas de Escriturário – Agente de Tecnologia, e outras 240 de cadastro de reserva, com foco em Conhecimentos de TI.

Segundo o banco, o cargo de escriturário possui nomenclaturas específicas para uso no relacionamento com o mercado, que variam de acordo com a unidade em que o funcionário está lotado.

Para este concurso, os candidatos podem concorrer para Agente Comercial, que trabalha na rede de agências do BB, em todo o país, ou para Agente de Tecnologia, que assume na área de Tecnologia, em Brasília.

Inscrições e etapas

As inscrições têm valor de R$ 38,00 e podem ser realizadas no período de 24 de junho a 28 de julho de 2021.

Para participar da seleção, é preciso ter certificado de conclusão ou diploma de curso de nível médio, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, Secretarias ou Conselhos Estaduais de Educação e idade mínima de 18 anos completos, até a data da contratação.

O concurso será composto de aplicação de provas objetivas, de caracteres eliminatório e classificatório, prova de Redação, de caráter eliminatório, aferição da veracidade da autodeclaração prestada por candidatos (as) pretos (as) ou pardos (as), e procedimentos Admissionais e Perícia Médica.

A realização das provas está prevista para o dia 26 de setembro de 2021 e seguirá os protocolos de prevenção à Covid-19, conforme regras do edital.

As provas irão conter questões de Conhecimentos Básicos (25 questões): Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Matemática e Atualidades do Mercado Financeiro e Conhecimentos Específicos (45 questões), de acordo com a vaga pretendida:

– Agente de Tecnologia:
Probabilidade e Estatística, Conhecimentos Bancários e Tecnologia da Informação.

– Agente Comercial:
Matemática Financeira, Conhecimentos Bancários, Negociação e Vendas e Conhecimentos de Informática.

Remuneração e benefícios

A remuneração inicial é de R$ 3.022,37, para jornada de 30 horas semanais, ajuda alimentação/refeição de R$ 831,16 por mês e, cumulativamente com o benefício de ajuda alimentação/refeição, o Banco concede a cesta alimentação, no valor mensal de R$ 654,87, na forma do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT. Há possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional; participação nos lucros ou resultados, nos termos da legislação pertinente e acordo sindical vigente; vale-transporte; auxílio-creche; auxílio a filho com deficiência; e previdência complementar.

Os funcionários do BB possuem, ainda, acesso à Universidade Corporativa Banco do Brasil (UniBB), que promoveu 3,5 milhões de ações de capacitação apenas em 2020. “Estamos sempre investindo no encarreiramento dos nossos funcionários. Agora em maio, lançamos um movimento interno, chamado de ‘evolution’, para trazer oportunidades de qualificação profissional, direcionadas para o incremento e desenvolvimento de competências digitais”, destaca o presidente do BB.

O Banco irá oferecer bolsas de idiomas, incentivos para graduação, pós-graduação lato sensu, mestrado e doutorado, oportunidades de mentoria, compartilhamento de experiências e hackathons. “A nossa cultura organizacional é baseada em valores consolidados de foco no cliente, ética, inovação, senso de dono, confiabilidade, eficiência e espírito público”, finaliza Fausto.

O prazo de validade da esgotar-se-á após um ano a contar da data de publicação do Edital de Homologação dos resultados finais, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período, a critério exclusivo do banco.

“Nosso objetivo é atrair novos talentos, em nível nacional, que se identifiquem com nosso propósito de cuidar do que é valioso para as pessoas. Em decorrência da pandemia, tivemos o cuidado de definir um cronograma mais extenso para realizar a inscrição, possibilitando mais tempo de estudo aos candidatos”, explica Fausto Ribeiro, presidente do BB.

Fonte: Correio Web

 

Presidente do BB quer concurso e órgão pode soltar dois editais

Publicado em: 03/06/2021

O concurso do Banco do Brasil está cada vez mais próximo de ter edital publicado. Após as apurações exclusivas do Direção Concursos acerca da realização das provas, outras informações seguem saindo.

O que se sabe é que há grande interesse da alta cúpula da entidade na contratação de empregados na área de TI e escriturário. Para o primeiro cargo, seriam 240 vagas e cadastro de reservas com número igual.

Fonte: Metrópoles

BB planeja concurso para 2021 após perder 7 mil funcionários em um ano

Publicado em: 04/03/2021

A Administração do Banco do Brasil (BB) divulgou na última sexta-feira (26/2) um relatório com informações sobre o quadro de servidores da instituição em 2020. O relatório mostra dados de distribuição geográfica de funcionários, quantidade de cargos ocupados e predominância de gênero e escolaridade.

No fim de 2019, a instituição possuía 93.190 colaboradores. Em 2020, o quadro foi reduzido para 91.673 – uma perda de 1.517 funcionários, devido a aposentadorias e desligamentos. Em janeiro de 2021, com o Programa de Demissão Voluntária ( PDV ), 5.533 empregados deixaram a empresa, resultando em um corte total de 7.050 funcionários em pouco mais de um ano.

O levantamento revela que as agências do BB são compostas, majoritariamente, por homens. 53.028 servidores eram do sexo masculino, enquanto 38.645 eram mulheres.

Segundo os dados de dezembro de 2020, a maioria dos trabalhadores possui nível superior de ensino: 48.275 têm mestrado ou doutorado, 31.735 têm graduação, 11.505 possuem o nível médio e outros 158 apresentam outro tipo de formação.

Além disso, os funcionários atuam predominantemente na região Sudeste. A região concentra 39.800 do número total de profissionais. O Centro-Oeste fica em segundo lugar, com 16.650 trabalhadores. Atrás estão a região Sul (16.136), Nordeste (15.106) e Norte (3.981).

Concurso

O corte na equipe e o fechamento de agências não alteraram o concurso público previsto para este ano. Todas as vagas abertas são para o setor digital do banco, na área de tecnologia da informação (TI). Os profissionais contratados deverão trabalhar nas agências digitais, sem conexão com as unidades que serão fechadas.

Serão selecionados 120 jovens profissionais que desejam construir carreira em diferentes áreas da tecnologia, como analytics, inteligência artificial, desenvolvimento de software e aplicativos etc. O concurso exigirá conhecimento na área de TI.

Os aprovados na seleção deverão passar por uma imersão tecnológica oferecida pelo banco. A previsão é de um salário inicial de cerca de R$ 3,8 mil, somando benefícios.

Fonte: Portal IG

 

Concurso BB: banco perdeu mais de 15 mil cargos em cinco anos

Publicado em: 20/11/2020

No último dia 11 de novembro, o BB teve o seu quantitativo de pessoal próprio aprovado e fixado pelo Ministério da Economia. Com um novo concurso Banco do Brasil em estudo, ficou estabelecido o limite de 100.343 vagas.

Apesar do quantitativo atraente, o Banco do Brasil vem perdendo cargos a cada ano que passa. Somente nos últimos cinco anos, mais de 15 mil vagas foram cortadas na instituições.

Em dezembro de 2015, por exemplo, o então Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (DEST) fixou o limite máximo para o quadro de pessoal do banco em 115.495 cargos.

Desde então, o BB vem perdendo cargos. Entre 2017 e 2018, o quadro do banco foi de 106.659 para 106.186. Já no ano seguinte, em 2019, o quadro passou para um limite de 105.774 empregados públicos.

Em março deste ano, uma portaria trouxe um novo quantitativo e, consequentemente, uma nova redução, passando para 102.681 vagas.

No último dia 11, a portaria de março foi revogada e a Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais fixou então o atual quantitativo: 100.343 vagas.

Para se adequar a cada ano a um novo limite de pessoal, o BB vem realizando Programas de Demissão Voluntária (PDV) e reorganizando as suas unidades, incluindo movimentações de pessoal.

“Essa reestruturação, assim como o programa de adequação de quadros, tem como principal finalidade enfraquecer o Banco do Brasil enquanto instituição financeira e abrir espaço para o que o governo chama de mercado. Os resultados a médio e longo prazo podem ser terríveis, tanto para o próprio banco quanto para a categoria”, afirmou o diretor de comunicação do Sindicato dos Bancários de Chapecó e Região, Sebastião Araujo, em 2019.

Apesar da diminuição do quadro do Banco do Brasil, um novo concurso segue em estudo. Além disso, a possibilidade de privatizar a instituição foi descartada pelo presidente Jair Bolsonaro, em setembro deste ano.

Fonte: Folha Dirigida

 

 

Concurso Banco do Brasil: estudos e planejamentos estão avançados, confirma BB

Publicado em: 12/11/2020

O concurso público do Banco do Brasil (Concurso BB 2020/2021) segue previsto. De acordo com informações da instituição ao site Folha Dirigida, o certame segue em pauta para ser publicado em breve. No momento, o BB realiza o planejamento e estudos para abrir o seu novo edital.

“O BB segue avançando nos estudos e planejamento para o próximo concurso. Detalhes e todas as informações serão amplamente divulgadas quando do lançamento de eventual concurso, por meio de edital”, disse o banco.

Em agosto, foi confirmado que o novo edital de concurso público do Banco do Brasil (Concurso BB 2020) deve ser publicado com 120 vagas. A informação foi confirmada pelo Estadão. As vagas do certame, segundo informações da reportagem, serão oferecidas para a área de Tecnologia. O salário do cargo será de R$3,8 mil, já com os benefícios.

A princípio, este será o primeiro edital do Banco do Brasil que não será destinado para a carreira de Escriturário. O anúncio pegou de surpresa os candidatos, visto que hoje o Banco do Brasil tem carreira de Escriturário, de nível médio, como única para ingresso.

Dessa forma, o concurso pode ser lançado de duas maneiras.

A primeira é abrindo o concurso nos mesmos moldes do último certame, quando foi aberto uma seleção para para escriturário exigindo nível médio e cobrando disciplinas de Tecnologia da Informação. Esse certame foi aberto em 2018, com remuneração de R$4.036,56.

A outra seria abrir um concurso destinado para a área de Tecnologia da Informação, com exigências específicas. O que parece que acontecerá, de acordo com a reportagem do Estadão. No entanto, ainda não é uma certeza.

De acordo com o Estadão, concurso seria feito como se fosse um programa de trainee, com acompanhamento de gestores. Além disso, será possível escolher o local de trabalho, já que o Banco do Brasil estuda manter o home office após o término da pandemia.

Último edital foi aberto para área de T.I.

O último edital de concurso Banco do Brasil publicado foi em 2018. O grande diferencial no concurso, no entanto, foi o bloco de Conhecimentos de Informática, que teve o maior número de questões (25) e não Conhecimentos Bancários, como aconteceu nos últimos editais.

A Fundação Cesgranrio, organizadora do certame, aplicou as avaliações em Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campinas (SP), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) ou São Paulo (SP).

De acordo com o documento publicado, as oportunidades foram para lotação nas cidades de Brasília (DF), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP). Para concorrer a uma das vagas, o candidato precisava ter certificado de conclusão ou diploma de curso de nível médio expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, Secretarias ou Conselhos Estaduais de Educação, (MEC), e idade mínima de 18 anos completos na data da contratação.

Fonte: Notícias Concursos

 

Concurso BB: novo edital com expectativa de 120 vagas segue confirmado

Publicado em: 22/10/2020

O novo concurso Banco do Brasil (BB) segue confirmado pela instituição, que adianta apenas que os preparativos ainda seguem em estudos. A última projeção, divulgada pelo porgão Estadão, em 14 de agosto, dava conta de publicação do documento até, no mais tardar, final de setembro, o que acabou não se concretizando. A instituição não confirma se a liberação pode ocorrer ainda em outubro, mas reforça que a seleção está em pauta e deve ocorrer.

Outros pontos ainda não antecipados são a oferta de vagas e se a seleção será, como normalmente ocorre, para a carreira de escriturário. A tendência, de acordo com as informações divulgadas em agosto, é de que o novo processo siga moldes diferentes, com a expectativa de uma oferta de 120 vagas para profissionais da área de tecnologia da informação. A expectativa é de que seja exigida formação específica de nível superior, com remuneração inicial de R$ 3.800, já considerando os benefícios.

Desta forma, quem pretende ingressar no banco não deve desanimar. Vale ressaltar que, logo após assumir, o novo presidente do BB, André Guilherme Brandão, confirmou que não existem planos para privatizar a estatal. Tal intenção também já foi confirmada em diversas ocasiões pelo presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com as informações divulgadas em agosto pelo Estadão, a seleção deverá ser feita pelos moldes de um programa de trainee, com acompanhamento por parte de monitores. Os interessados poderão optar pelo local de trabalho, uma vez que a instituição estuda a possibilidade de manter um esquema de home office após a pandemia de Covid -19.

Com relação ao cargo de escriturário, ainda não está confirmado se haverá oportunidades para a carreira no próximo concurso Banco do Brasil.

No caso de escriturário, caso o cargo seja efetivamente confirmado, para concorrer é necessário possuir apenas ensino médio, com remuneração inicial de R$ 4.036,50, já considerando auxílio-alimentação, com jornada de 30 horas semanais.

O BB concede ainda outros benefícios, entre eles: participação nos lucros ou resultados; vale-transporte; auxílio-creche; auxílio a filho com deficiência; previdência privada; e possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional.

Expectativas do Concurso Banco Brasil (BB)

O último concurso Banco do Brasil ocorreu em 2018, para o preenchimento de 60 vagas (sendo 30 imediatas) de escriturários em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Ainda assim, a carência de servidores é grande, inclusive nos Estados contemplados na última seleção, como São Paulo.

Há pelo menos dois anos é aguardada a realização de novo concurso não só para São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal, como também para os Estados de Minas Gerais, Amazonas, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Alagoas, Bahia, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará e Tocantins.
Saiba o que faz um escriturário do Banco do Brasil

Comercialização de produtos e serviços do Banco do Brasil, atendimento ao público, atuação no caixa (quando necessário), contatos com clientes, prestação de informações aos clientes e usuários; redação de correspondências em geral; conferência de relatórios e documentos; controles estatísticos; atualização/manutenção de dados em sistemas operacionais informatizados; execução de outras tarefas inerentes ao conteúdo ocupacional do cargo, compatíveis com as peculiaridades do Banco do Brasil.

Fonte: Jornal dos Concursos

 

BB vai abrir concurso para nível médio com salário de R$ 4.036,56

Publicado em: 06/02/2020

Excelente notícia! O novo edital de concurso público do Banco do Brasil (Concurso Banco do Brasil BB 2020) para o cargo de Escriturário, de nível médio, já está em elaboração. A informação foi passada por uma fonte do banco ao site Folha Dirigida. O salário inicial é de R$ 4.036,56.

Segundo informações da fonte, a banca organizadora do concurso já foi definida. No entanto, o nome ainda não foi revelado. A previsão é que o edital seja aberto em março. A fonte não disse o quantitativo de vagas, mas revelou que o concurso terá amplitude nacional, abrangendo diversos estados do país.

De modo oficial, o Banco do Brasil desconversa. Inicialmente, a assessoria de imprensa do BB informou que não havia previsão de abertura de concurso, conforme informou o site Folha Dirigida. No entanto, após isso, em um segundo momento, o setor não confirmou e nem negou que a instituição esteja preparando um novo edital, limitando a dizer que a divulgação de informações sobre novos concursos depende de autorização do Conselho Diretor.

Nos últimos concursos realizados pelo BB, em 2015 e 2018, o setor de Comunicação também não confirmou, em um primeiro momento, que o banco preparava os editais. A informação só foi divulgada oficialmente próxima do lançamento do edital.
O Concurso Banco do Brasil 2020

O Escriturário de nível médio do Banco do Brasil faz jus ao salário de R$4.036,56 mensais, valor que já inclui os auxílios-refeição e alimentação, por jornada de 30 horas semanais. Além disso, os profissionais contarão com direito a:

– Auxílio-transporte (variável de acordo com a localidade do funcionário);

– Participação nos lucros (geralmente, paga duas vezes ao ano)

– Plano de saúde e odontológico; – Previdência privada com participação do banco;

– Auxílio creche/babá – Auxílio ao filho com deficiência; e

– Possibilidade de ascensão profissional.

O Escriturário do Banco do Brasil tem as seguintes atribuições: comercialização de produtos e serviços do BANCO DO BRASIL S.A., atendimento ao público, atuação no caixa (quando necessário), contatos com clientes, prestação de informações aos clientes e usuários; redação de correspondências em geral; conferência de relatórios e documentos; controles estatísticos; atualização/manutenção de dados em sistemas operacionais informatizados; execução de outras tarefas inerentes ao conteúdo ocupacional do cargo, compatíveis com as peculiaridades do BANCO DO BRASIL S.A. A jornada de trabalho é de 30 horas semanais.
Último edital foi aberto para área de T.I.

O último edital de concurso Banco do Brasil publicado foi em 2018. O grande diferencial no concurso, no entanto, foi o bloco de Conhecimentos de Informática, que teve o maior número de questões (25) e não Conhecimentos Bancários, como aconteceu nos últimos editais.

A Fundação Cesgranrio, organizadora do certame, aplicou as avaliações em Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campinas (SP), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) ou São Paulo (SP).

De acordo com o documento publicado, as oportunidades foram para lotação nas cidades de Brasília (DF), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP). Para concorrer a uma das vagas, o candidato precisava ter certificado de conclusão ou diploma de curso de nível médio expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, Secretarias ou Conselhos Estaduais de Educação, (MEC), e idade mínima de 18 anos completos na data da contratação.

Fonte: Jornal Contábil

BB estuda concurso para profissionais de tecnologia, diz Rubem Novaes

Publicado em: 30/01/2020

O presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, disse nesta quarta-feira (29) que a empresa estuda lançar um concurso específico para contratar profissionais de tecnologia.

Segundo Novaes, o projeto está caminhando rápido dentro da instituição é prioridade do vice-presidente de recursos humanos.

Durante painel no evento, o executivo observou que os bancos públicos têm dificuldade de reter talentos e que eles enfrentarão mais obstáculos dos que os privados para competir com as fintechs.

Reorganização

O Banco do Brasil tem promovido uma série de alterações no seu quadro de funcionário. A companhia chegou a ter 110 mil funcionário. Hoje, tem 93 mil.

Em julho do ano passado, o Banco do Brasil (BB) anunciou um conjunto de ações para promover uma reorganização institucional, que incluiu uma adequação nos quadros de funcionários, com lançamento de um plano de desligamento incentivado.

“Foram demissões nas áreas em que havia um excesso de pessoal. E tivemos um êxito muito bom”, disse o Novaes. Ele explicou que a diminuição na quantidade de concursos realizados pelo bancos promove um ajustamento natural no quadro de funcionários da empresa conforme novos funcionários vão se aposentando.

Neste ano, o BB e a Petrobras anunciaram que os empregados que tiverem os pedidos de aposentadoria concedidos pelas novas regras da Previdência, em vigor desde novembro do ano passado, serão demitidos.

Fonte: G1

Concurso Banco do Brasil: cresce expectativa por novo edital

Publicado em: 19/12/2019

Um novo concurso Banco do Brasil (BB) para cargos de nível superior segue em pauta. Após decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, em 11 de outubro, mantendo parecer do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT 10ª), para a realização de uma nova seleção, a expectativa é de que um novo edital seja liberado. Porém, ainda não há data prevista.

A decisão do TRT se deve a uma ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) alegando desvio de função, tendo em vista a instituição utilizar escriturário de nível médio para realização de atribuições de outras carreiras, de nível superior. De acordo com a decisão, as nomeações efetuadas serão mantidas, mas o banco deverá realizar novo concurso para as carreiras de nível superior.

Além disso, em 4 de novembro, a Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (SEST) divulgou, por meio de publicação em diário oficial, a portaria 8.813, que aprova o quantitativo próprio de servidores da instituição.

De acordo com o documento, a estatal conta com um limite, em seu quadro de servidores, de 105.774 servidores. Embora ainda não exista previsão de novo concurso para escriturários, de acordo com informações divulgadas peça Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf/CUT), a instituição já contava, no primeiro semestre, com uma carência de nada menos do que 10 mil servidores, somente para a carreira de escriturário, na área de atendimento.

Expectativas do Concurso

O último concurso Banco do Brasil ocorreu em 2018, para o preenchimento de 60 vagas (sendo 30 imediatas) em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.Embora ainda não exista uma confirmação de quando um novo edital possa ser publicado, a carência de servidores é grande, inclusive nos estados contemplados na última seleção, como São Paulo.

Tanto que, em diversas ocasiões, os bancários realizaram protestos em favor da contratação de mais servidores. De acordo com o Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região, nos últimos 12 meses, o banco fechou 1.983 postos de trabalho e 270 agências.

Há pelo menos dois anos é aguardada a realização de novo concurso não só para São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal, como também para os estados de Minas Gerais, Amazonas, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Alagoas, Bahia, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará e Tocantins.

Fonte: Em Tempo

STF mantém necessidade de concurso no BB para cargos de nível superior

Publicado em: 17/10/2019

O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal, negou seguimento à Reclamação (RCL) 32298, em que o Banco do Brasil pedia a cassação de decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região que determina a necessidade de realização de concurso público específico para desempenho de profissões de nível superior. Com isso, fica revogada liminar concedida por ele anteriormente que havia suspendido o ato do tribunal.

A decisão do TRT-10 se deu em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho contra o desvio de escriturários de nível médio do banco para atuação em funções de grau superior.

Ao julgar recurso ordinário, a corte trabalhista anulou norma interna da instituição por contrariedade à regra geral do concurso público, mas manteve as nomeações já efetuadas e determinou que o BB somente nomeie empregados para as profissões de nível superior após aprovação em concurso público específico para a respectiva profissão.

No STF, a instituição financeira alegava que a medida tomada pelo tribunal trabalhista ofendia decisão do relator do Recurso Extraordinário (RE) 960429, ministro Gilmar Mendes, que determinara a suspensão nacional da tramitação de todos os processos, individuais ou coletivos, que tratam da competência para processar e julgar controvérsias sobre questões ligadas à fase pré-contratual de seleção e de admissão de pessoal e sobre a eventual nulidade do concurso público envolvendo pessoa jurídica de direito privado integrante da administração pública indireta.

No entanto, Marco Aurélio observou que a decisão do TRT-10 não tem relação com o RE, pois a discussão não é sobre disposições contidas em edital de concurso público nem sobre sua nulidade, mas apenas sobre o desvio de escriturários de nível médio do banco para funções de grau superior.

Na liminar revogada, o ministro havia determinado a suspensão do ato do TRT-10 até o julgamento do RE 960429. Com informações da assessoria de imprensa do Supremo Tribunal Federal.

Fonte: Consultor Jurídico

Sem concurso, Banco do Brasil tem déficit de 10 mil funcionários

Publicado em: 17/04/2019

No início deste mês, o governo, através do secretário de Desestatização e Desinvestimentos do Ministério da Economia, Salim Mattar, disse que algumas estatais não serão privatizadas, entre elas o Banco do Brasil. A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) informou que a instituição tem um déficit de mais de 10 mil escriturários na área de atendimento. O último certame foi divulgado em 2018.

De acordo com o secretário da Economia, haverá privatizações em outros setores e que a meta de 2019, fixada em US$ 20 bilhões (cerca de R$ 77 bilhões na cotação atual), vai ser superada. De acordo com o titular da pasta, “a privatização já está ocorrendo”. “Nós temos o hábito de superar a meta e vamos superar em muito essa meta”, disse. A meta foi revelada em janeiro deste ano pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, durante o Fórum Econômico Mundial.

Segundo Mattar, o Brasil tem 434 estatais. Desse total, 134 estão sob o controle do governo federal e podem render US$ 490 bilhões para a União.

No final do ano passado, foi realizada uma audiência no plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) com o objetivo de discutir uma ação direta de inconstitucionalidade contra a privatização de estatais por parte do governo federal, em específico as do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal (CEF). Na oportunidade, a presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Juvandia Moreira, apresentou dados reforçando a importância dos bancos públicos. Além disso, ela desmentiu as afirmações de que as empresas estatais têm gestão ineficiente.

“Os números mostram o contrário. No primeiro semestre de 2018, elas apresentaram lucro líquido de R$ 37,3 bilhões e os dividendos que essas empresas vão repassar para a união giram em torno de R$ 5,7 bilhões. Quando analisamos um período maior, de 2002 a 2016, vemos que as empresas estatais repassaram R$ 285 bilhões de dividendos para União. Elas não dão prejuízo. Ao contrário, dão lucro”, disse a presidente da Contraf-CUT.

A apresentação foi feita durante audiência pública sobre a privatização das empresas públicas, convocada pelo ministro Ricardo Lewandowski antes de tomar sua decisão sobre a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 5624. A Contraf-CUT é uma das autoras da ADI.

Último concurso do Banco do Brasil

No dia 06 de março de 2018, o Banco abriu concurso para preencher 30 vagas no cargo de Escriturário, além de cadastro reserva. A Fundação Cesgranrio, organizadora do certame, aplicou as avaliações no dia 13 de maio em Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campinas (SP), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) ou São Paulo (SP).

De acordo com o documento publicado, as oportunidades foram para lotação nas cidades de Brasília (DF), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP). Para concorrer a uma das vagas, o candidato precisou ter certificado de conclusão ou diploma de curso de nível médio expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, Secretarias ou Conselhos Estaduais de Educação, (MEC), e idade mínima de 18 anos completos na data da contratação.

Fonte: Notícias de Concursos

Quem passar em concurso no BB pode ficar sem plano de saúde ao se aposentar

Publicado em: 11/04/2019

Diante dos gastos cada vez maiores com planos de saúde de seus funcionários, o Banco do Brasil está negociando com o Sindicato dos Bancários um acordo para não pagar os convênios de futuros empregados da instituição quando eles se aposentarem.

Segundo informou o BB ao Blog, as negociações já vêm se estendendo por um bom período e fazem parte de uma Resolução baixada pelo antigo Ministério do Planejamento, em janeiro de 2018. Por meio desse documento, nenhuma estatal poderá honrar planos de saúde de novos funcionários após a aposentadoria. Hoje, o banco arca com mais da metade do valor dos planos de saúde de funcionários e de dependentes mesmo depois da aposentadoria.

O BB ressalta que o que está sendo proposto só valerá para os futuros funcionários. Para quem já está no banco, nada mudará. Pelo menos por enquanto. O BB diz que o convênio médico é um atrativo importante para quem faz concurso para a instituição.

Cassi

O funcionários do Banco do Brasil são atendidos pela Caixa de Assistência, a Cassi. A operadora, no entanto, enfrenta sérias dificuldades financeiras. Em 2018, registrou prejuízos de R$ 377,7 milhões, rombo 83% maior do que o do ano anterior.

O buraco no caixa só não foi maior graças aos R$ 226 milhões que os funcionários pagaram a mais por meio de uma contribuição extra, instituída desde o fim de 2016, que vigorará até dezembro de 2019, e pela antecipação de receitas futuras referentes a 13º salário feitas pelo BB, de R$ 301 milhões. Essas receitas seriam recolhidas à Cassi até 2021.

A grande pergunta que se faz dentro do banco é até quando a Cassi continuará operando no vermelho. Mais: até que ponto o BB está disposto a ficar antecipando receitas para cobrir os constantes prejuízos.

Bradesco

Há que diga, dentro do BB, que, mantidos esses resultados ruins, a Cassi poderia ser incorporada por outra operadora de planos de saúde, mais precisamente pela Bradesco Seguros. O Banco do Brasil assegura que não existe tal possibilidade.

De qualquer forma, será preciso pôr em prática um grande programa de recuperação da Caixa de Assistência dos Empregados do Banco do Brasil.

A contribuição dos funcionários para o plano de saúde passou de 3% para 4% dos salários (o percentual extra cairá a partir de 2020). E todos estão tendo que bancar, desde janeiro deste ano, 40% de toda as consultas e 20% dos exames. Até o ano passado, essas contribuições eram de 30% e 10%, respectivamente.

Fonte: Blog do Correio Braziliense